Relatos de Viagem - Vancouver, Canadá





Por Marco Patriota

Vancouver é uma cidade que sempre quis conhecer por questões profissionais e nunca achei que fosse conhecê-la tão cedo. Pra quem acabara de visitar os EUA, seria inevitável fazer comparação com a terra do Obama. Foi a única cidade canadense que conheci e a achei mais friendly que as americanas pelas quais passei.




Segundo uma amiga canadense, Susan, o apelido da cidade é Raincouver. A média anual é de 269 dias de chuva. Não é por menos que a cidade tem esse apelido! Abrir uma loja de guarda-chuvas e capas por lá é um negócio a se pensar.


Vancouver Convention Centre

Eu já tinha lido que o incentivo do governo canadense para a imigração de mão de obra especializada, a fim de retardar o envelhecimento do país, fez com que ela ganhasse um bairro Chinatown assim como as grandes cidades da América do Norte possuem. Além da massiva presença chinesa, Vancouver tem a 6ª maior colônia japonesa do mundo.

Bastam dois dias, no máximo, pra se constatar uma coisa: como tem brasileiro morando nessa cidade. Basta ver quem está de moleton da GAP pra saber quem é brasileiro. É piada, mas é sério!



Quando for a Vancouver, vá ao Stanley Park que tem uma área 50% maior que a do Central Park em Nova Iorque. O local é enorme e conta com muitas atrações entre elas o Vancouver Aquarium. Tire uma tarde pra ficar de bobeira por lá ainda mais se sua viagem for numa época com temperaturas mais agradáveis.

É importante deixar claro que em lugares públicos como o Stanley Park é proibido o consumo de bebida alcoólica. Pra quem está acostumado a fazer aquele piquenique ou farofa regado à cerveja ou algo que seja alcoólico, esqueça!

No Brockton Point, no próprio parque, têm Totens que representam a arte dos povos nativos do Canada. Bom lugar pra algumas fotos. Ao redor do parque, apenas duas praias são próprias para o banho: a Second Beach e a Third Beach. Beaver Lake e Lost Laggon são os lagos do parque pra quem quiser apreciar cisnes e garças.



Granville Island é um ponto turístico gastronômico muito importante. É um mercado municipal que oferece pratos típicos orientais, além de peixes, carnes e fastfoods.

Pra quem aprecia, a fábrica de cerveja artesanal Granville Island fica ao lado (Granville Island Brewing). O BC Place, estádio do Vancouver Whitecaps (futebol) e do British Columbia Lions (futebol americano) é outro ponto turístico que tem passeio guiado. Ao lado dele, encontra-se o Rogers Arena, estádio que é palco de vários shows internacionais.

Granville Island


O Telus World of Science é uma boa opção pra crianças e adultos. Por último, dos lugares que conheci, em North Vancouver, município da região metropolitana de Vancouver, tem o Lynn Canyon Park pra quem quiser se aventurar num parque com cachoeira e avisos para deixar os ursos pretos em paz.


Telus World of Science


O único local que lamentei de não ter ido foi Grouse Mountain. Fica pra próxima! Vancouver, com certeza, é uma cidade que voltarei mais vezes. Até porque ela fica “próxima” do Alaska, um dos meus próximos destinos.


Links Sugeridos:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Booking.com