Rebaixamento do Brasil e Viagens ao Exterior




Desde o ano passado, estamos alertando os leitores sobre a alta do dólar.  



Para quem está com viagem marcada ou pretende viajar para o exterior, esta alta do dólar pode inviabilizar seu passeio, uma vez que todos os custos estão atrelados à moeda estrangeira, desde hoteis, aluguel de carros, ingressos para parques, shows ou passagens internas.

A recente notícia do rebaixamento da nota de crédito do país pela agência de risco Standard & Poors só vem agravar o quadro. É provável que hoje mesmo a cotação do dólar americano chegue a R$ 4,00.

Como as causas do problema não estão sendo equacionadas devidamente pelo Governo, é provável, ainda, que venham rebaixamentos de outras agências de risco e que a economia continue a se deteriorar, impactando ainda mais na cotação do dólar.

O que fazer diante desta situação?

O turista deve se proteger contra variações cambiais futuras, comprando dólar ou aplicando recursos em fundos cambiais.

Digo futuras, pois tudo indica que o dólar não deva retornar aos patamares do ano passado....

Deve, ainda, utilizar sites que efetuam a cobrança em reais para reserva de hotéis, aluguel de veículos, ingressos ou aquisição de passagens aéreas.  Pode se utilizar, ainda, de agências de turismo situadas no Brasil, que cobram em reais, ainda que você possa pagar em várias parcelas.

Exemplos: Hoteis.com , Agarre.com,  Decolar.com

Fique atento: É importante comparar os preços em reais destes sites com os de outros sites estrangeiros para verificar se a diferença não é significativa. Algumas vezes, os sites que cobram em reais incluem na conta os "Encargos", o que pode tornar o seu preço bem mais caro... 


Evite fazer compras internacionais com o cartão de crédito, pois, além de pagar o famigerado IOF (6,38%), você ainda está sujeito à variação cambial entre o dia do fechamento da fatura e o dia do vencimento da fatura.  Esta diferença é cobrada na fatura seguinte.

O ideal é que você já traga do Brasil a moeda do país em que vá visitar, mas se isso não for possível, leve alguma moeda conversível como dólar americano ou Euro. Lembre-se que as lojas de câmbio do Aeroporto não são os melhores lugares para trocar seus dólares pela moeda local.

Apenas em último caso, efetue o pagamento no cartão de débito. Apesar de incidir o IOF de 6,38%, pelo menos, você fixa a cotação da moeda e pode verificar na sua conta corrente na hora o quanto vai pagar.

Provavelmente, você também deverá reduzir as suas compras no exterior, pois, com o dólar em novo patamar, é provável que muitas das coisas que você estava querendo comprar acabem não estando tão mais baratas que no Brasil. 

A regra agora é se proteger para garantir uma boa viagem e sem surpresas na conta!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Booking.com