7 dias em Portugal - Chegando em Lisboa



Em 2016, emendamos o feriado de Carnaval e passamos 7 dias incríveis em Portugal. Não foi nossa primeira experiência na terra dos descobridores, mas foi uma das mais marcantes.

Lisboa, sua capital, está entre nossos 5 destinos favoritos. É muito agradável cruzar o Atlântico e encontrar pessoas que falam a sua língua, encontrar pessoas atenciosas, educadas, prestativas e que sabem o que acontece no Brasil.

Em Portugal, o turista brasileiro se sentirá em casa, talvez como em nenhum outro lugar no mundo, excetuando o próprio Brasil.

Portugal é uma opção de turismo com excelente custo-benefício. É um dos locais mais baratos da Europa Ocidental, com um leque de atrações que não deixam nada a desejar em relação às principais capitais europeias.

Lisboa dispõe de excelentes meios de transporte, o que permite que o turista visite as atrações, sem necessitar contratar excursões pela cidade.

Dia 1.

Nos hospedamos na capital portuguesa por 7 dias, utilizando-a como base para explorar também outras cidades.

Chegamos em Lisboa num domingo.  

No Aeroporto de Lisboa, já adquirimos um chip (SIM Card) da operadora Vodafone, com chamadas e internet. Paguei 30 Euros pelo chip com direito a usar 5 GB de Internet e 5 Euros para chamadas. Não é barato, é verdade, mas ter um celular habilitado em Portugal nos quebrou um galhão, especialmente, para chamar corridas do Uber e para entrar em contato com os outros companheiros de viagem.



Usamos o metro para ir do Aeroporto até o Hotel. No próprio Aeroporto, há uma estação de metrô (Aeroporto) que é a última da linha Vermelha e a nossa estação era a primeira (São Sebastião). 




É importante adquirir o cartão Viva Viagem e carrega-lo com créditos, pois este cartão permite que você o utilize em diversos meios de transporte de Lisboa, tais como, ônibus, trem, metrô e barco.

Scam: Sugiro que evite utilizar taxis no Aeroporto de Lisboa. É um local típico de scams de turistas. Eles apagam ou escondem os taxímetros e cobram do cliente o valor que querem. Dê preferência ao Uber, mas não o pegue em locais em que há concentração de taxistas. Saiba mais, clicando aqui.



Outra opção de transporte é usar o Aerobus. Um serviço de ônibus entre o Aeroporto e os principais hotéis de Lisboa. Os ônibus dispõem de compartimento para transporte de bagagens e informam aos clientes as paradas. Há duas linhas, sendo a primeira destinada ao City Center (com maior frequência) e outra destinada ao Financial Center. 
O ticket Aerobus Pass 24h Adulto custa 3,50 Euros. Há bilhetes de Grupo a partir de 4 pessoas por 2 Euros por pessoa. Para saber mais, clique aqui.

Nos hospedamos no hotel Sana Reno Hotel, que fica ao lado da estação de metro São Sebastião. Pagamos 400 Euros por 7 diárias para o casal com café da manhã (aprox. 57 Euros a diária). 

Os quartos são bons e limpos. O hotel fornece Internet Wifi gratuita. Está bem localizado, próximo a duas linhas de metro, próximo ao El Corte Inglés, uma loja de departamentos imensa, com 12 andares, e que mais se parece com um Shopping Center. Além disso, está próxima ao Museu da Fundação Calouste Gulbenkian.O único ponto negativo é que havia muita fumaça de cigarros no nosso andar (7° andar). Era só abrir a porta do quarto e ficar sufocado ...

O primeiro dia foi de reconhecimento da cidade.



Fizemos uma caminhada do hotel até o calçadão da Rua Augusta, passando pelo Parque Eduardo VII (não muito longe do hotel) e pela Avenida Liberdade, uma das mais famosas de Lisboa.

Uma parada na Baiana Pastelaria para um café. Teve quem provasse uma Torrada, Misto Quente e, ainda, o “Prego no Pão”, um pão com carne. Tudo estava muito bom.
Depois de passar pelo Rossio e pelo calçadão da Rua Augusta, resolvemos retornar para o Hotel de metrô.



À noite, fomos jantar no típico Sr. Vinho, na Lapa, com apresentações de fado a partir de 21:30hs. São 3 apresentações curtas de cantoras diferentes.

A comida estava deliciosa, pelo menos, o meu Bife ao Vinho, mas a conta foi de 422 Euros para 10 pessoas (aprox. 42 Euros por pessoa), o que é caro para os nossos padrões. O couvert custa 12,50 Euros por pessoa e inclui o show. É necessário reservas.



Fomos e voltamos do Hotel ao Restaurante de UberX, cujo serviço é excelente em Lisboa. O preço foi de aprox. 5-7 Euros, mais barato que o taxi. É demorado chegar ao Sr. Vinho usando transporte público, não há estação de metrô próxima. 

Créditos das Fotos: Cartão Viva Viagem (scotturb.com). Aerobus (visitportugal.com). Mapa do Metro (Maximilian Dörrbecker). Demais fotos (classeturista.com).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Booking.com