Como saber se preciso de visto para viajar pro exterior?




Vai viajar para o exterior? Evite contratempos e saiba aqui se você precisa ou não de visto de turismo ou de trânsito para viajar.

Visto é uma autorização prévia concedida para embarcar para um país e, no caso de ser admitido, nele permanecer por determinado período de tempo com uma finalidade específica. Digo que é uma autorização para embarcar, pois, ter um visto não é garantia que você será admitido no país.


O visto pode ser colado a uma das suas folhas do passaporte, mas também pode ser um documento avulso, que você leva junto ao passaporte, ou ainda, pode ser um mero número de autorização eletrônica, que é verificado na hora pelo oficial de imigração.



Existem diversos tipo de vistos de entrada, conforme a finalidade da permanência no país:

a) visto de turismo;

b) visto de negócios;

c) visto de trânsito;

d) visto de trabalho;

Conforme os acordos/tratados internacionais, alguns países exigem ou isentam nacionais de outros países de vistos para trânsito, vistos e negócios. Geralmente, nas relações internacionais, vigora a reciprocidade específica. Ou seja, um país A isenta de visto o nacional de um país B, se e somente se, o país B isentar do mesmo tipo de visto o nacional do país A.


Foi divulgado recentemente que o passaporte que mais abre portas no mundo é o Alemão. 177 países ou territórios permitem a entrada de um portador do passaporte alemã sem a exigência de visto ou emitem o visto na chegada (Visa on Arrival), para fins de turismo e trânsito. Os portadores de passaporte brasileiro, por exemplo, tem acesso a 148 países sem a necessidade do visto prévio.

Os vistos que nos interessam aqui são os vistos de turismo e de trânsito para portadores de passaportes comuns. Afinal, passaporte diplomático é para poucos...

Visto de Trânsito é exigido por alguns países para por ele transitar com destino a um terceiro país.


Os Estados Unidos, o Canadá e o Japão, por exemplo, exigem vistos de trânsito para brasileiros, ainda que seja para passar apenas algumas horas no território destes países.

É importante ficar atento a isso, pois, se você não tiver o visto de trânsito, nem conseguirá embarcar (as companhias aéreas tem a obrigação de verificar se você tem visto para o país de destino e de trânsito), mesmo que o seu destino final seja um outro país.


Na maior parte das vezes, você vai precisar de um visto de trânsito de 2 entradas, uma para a ida e outra para a volta.

Ao comprar uma passagem que exige fazer uma conexão ou escala num destes países, providencie o seu visto de trânsito com antecedência.

Ou simplesmente, procure outra rota...

Para ir pro Japão, por exemplo, você pode fazer conexão nos EUA (American, United, Delta), no Canadá (Air Canada), em Dubai e Abu Dhabi (Emirates e Etihad), no Qatar (Qatar Airways), na Turquia (Turkish Airlines), em países europeus (British Airways, Air France, Lufthansa, Swiss, etc.). 

Os dois primeiros exigem visto de trânsito, os demais não.  

Falando francamente: se a passagem não for muito mais barata e a duração do voo não for muito mais longa, por que você tem que ir pelos EUA ou Canadá, que exigem vistos de trânsito de brasileiros?


Da mesma forma, se um país tiver um procedimento muito burocrático para a concessão do visto de turista, é bom refletir se vale mesmo à pena visitá-lo, afinal, são 148 países que permitem a entrada da turistas brasileiros sem tanta dor de cabeça.

Neste post, pretendo te dar dicas de como descobrir se um país exige vistos de trânsito ou de turismo para brasileiros. 


É bom relembrar que estas informações são dinâmicas, ou seja, um país que antes exigia visto, deixa de exigi-lo e outro que não o exigia pode passar a exigi-lo ou alguma forma de autorização eletrônica para embarcar.

1. Portal Consular 



O portal consular do Ministério das Relações Exteriores (Itamaraty) elaborou uma lista de países e territórios autônomos, relacionando as exigências ou não de visto para turismo e negócio para portadores de passaportes comuns. Veja esta lista aqui (Pdf).

O ponto negativo é que tal lista não contempla os países que permitem aos brasileiros a obtenção de visto na chegada. Nepal, Omã e Indonésia, por exemplo, permitem que os brasileiros obtenham seu visto de turista na chegada (visa on arrival), mediante o pagamento de uma taxa.

Na lista do Portal Consular, estes países constam como exigindo visto, mas, na prática, mediante um procedimento muito simples na chegada é possível obtê-lo sem transtornos para o viajante.

2. Embaixadas e Sites de Turismo Oficiais



Nos sites das embaixadas em Brasília, costuma haver um tópico chamado Setor Consular ou Serviço Consular. Neste tópico, o turista encontra informação se existe isenção de vistos para brasileiros para trânsito/negócios ou turismo e quais são as condições (por exemplo, para permanecer durante 90 dias).

Caso seja necessário visto, você poderá encontrar informações sobre os documentos, procedimentos, formulários e as taxas exigidos para a obtenção do visto de turista, ou ainda, se existe alguma opção de visto eletrônico ou de Visa on Arrival.


Nem todos as embaixadas emitem o visto. Em alguns casos, como o dos Emirados Árabes Unidos (Dubai, Abu Dhabi, etc.), o visto é obtido junto a um sponsor privado, tal como a Companhia Aérea Emirates. 

Alguns sítios oficiais de turismo dos países também podem fornecer informações sobre vistos e demais requisitos de entrada no país (procure pelo item “Antes de Viajar” ou “Before you go”). Vide, por exemplo:

3. IATA Travel Centre


IATA (Internacional Air Transport Association) é uma associação mundial de empresas aéreas. É uma entidade privada que abrange aproximadamente 260 companhias aéreas, representando 117 países.

O IATA Travel Centre é o mais completo e atualizado banco de dados disponível para o viajante para obter informações sobre documentação de viagem, vistos e vacinação.

Este banco de dados é usado por todas as companhias aéreas, e é alimentado por mais de 1000 fontes mundo à fora, tais como, autoridades sanitárias e de imigração.




O único inconveniente é que o usuário necessita preencher um formulário em inglês, com diversos dados acerca do viajante, da viagem e dos destinos anteriores para obter as informações desejadas.

Exemplo: Viagem do Brasil ao Azerbaijão, com conexão em Doha, no Catar.

Passo 1: Insira as informações de viagem




Passo 2: Insira as informações pessoais 




Passo 3: Resultados





4. Sites de Companhias Aéreas



Algumas companhias aéreas disponibilizam aos seus clientes formulários mais simples que os do Iata Travel Centre para obter informações sobre vistos e demais requisitos de viagem.  Por exemplo, a Qatar Airways e a Emirates  tem seções específicas nos seus sítios eletrônicos.

Dica Final: Ao procurar informações sobre vistos, documentos e outras exigências de saúde, sempre procure fontes oficiais ou companhias aéreas. Existem diversos sites oferecendo serviços de visto na internet, mas que podem não ser confiáveis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Booking.com