Bruxelas, Bélgica - Dia 1




Tomamos café na estação e pegamos a linha 6 do metro até a estação Trone. A partir da estação, fizemos uma pequena caminhada até o bairro Europeu (European Quarter), onde ficam as instituições da União Europeia.

Dica: em Bruxelas, é possível comprar tickets para utilizar o transporte público integrado (metrô, ônibus, tram, etc.) quantas vezes desejar no período de 24 horas (7,50 Euros), de 48 horas (14 Euros) e de 72 horas (18 Euros). 

O primeiro ponto de visita foi o Parlamentarium, que é o Centro de Visitantes do Parlamento Europeu. A visita é gratuita e o centro está aberto 7 dias por semana, inclusive, aos domingos. 




O Parlamentarium conta a história da União Europeia, apresentando os fatos históricos que influenciaram a construção da unidade europeia, incluindo as datas em que cada país se integrou ao bloco.




Logo na entrada, o visitante recebe um guia eletrônico para auxiliar na visita, com todos os idiomas da União Europeia.

É possível assistir a um filme sobre o funcionamento do parlamento europeu, incluindo os debates entre os deputados em mais de 20 línguas diferentes. Além disso, numa sala confortável é possível conhecer como a vida dos cidadãos europeus é influenciada pela União Europeia.



O Parlamentarium incentiva os cidadãos europeus a participarem da política do bloco. Sem dúvida, o parlamentarium é um convite ao exercício da cidadania.

Recomendo reservar, no mínimo, 3 horas para visitar o parlamentarium.

Visitamos o Parlamentarium no domingo. Por isso, não foi possível visitar o Hemiciclo, que é o plenário do Parlamento Europeu. Deixamos para o dia seguinte.




Do Parlamentarium, caminhamos até o Parque do Cinquentenário, um parque público urbano onde está localizado o belíssimo e imponente Arco do Triunfo (Les Arcades du Cinquantenaire) com três arcos e uma quadriga de bronze no topo, que foi construído em 1905.




Nas construções ao lado, há dois museus: o Museu Real do Exército e de História Militar e o Autoworld, que é um museu do automóvel.




Visitamos apenas o Museu de História Militar.




Na minha opinião, o que mais se destaca no museu é o hangar com diversas aeronaves militares e de transporte de passageiros, antigas e modernas. Em dois pisos estão expostos balões, aeronaves como o Caravelle e o caça F-16.

Além deste hangar, é possível conhecer equipamentos da marinha belga, blindados antigos do exército, roupas militares, insígnias, medalhas e espadas.




Havia, ainda, uma interessante exposição sobre a 2ª. Guerra Mundial (1939-1945).




Saímos do parque e fomos almoçar no Restaurante Merode Brasserie. Provamos um Steak Tartare com uma típica cerveja belga. Não sabia que o Steak Tartare é um prato de carne crua, mas você não sente gosto de carne crua...não sei o que eles fazem! A conta saiu por 38 euros para 2 pessoas.




Já alimentados, pegamos, então, um metrô até a Gare Centrale. Visitamos a famosa Grand Place, a praça central de Bruxelas, onde também é possível ver a Townville (Câmara Municipal de Bruxelas).




A cada dois anos, no verão, é instalado um belíssimo carpete de flores na Grand Place. Para ver a foto do carpete, clique aqui. 

O carpete tem 75 metros de comprimento por 24 metros de largura, formando uma área de 1.800 m2 e composto por mais de 600 mil flores. Este ano ocorreu a 20ª. edição deste evento, de 12 a 15 de agosto. Como fomos em julho, não pudemos apreciá-lo. 

Caminhamos até a Catedral de São Michel e St. Gudula, que, por sorte, estava aberta, e depois caminhamos até o parque ao lado do Palácio Real.




O palácio real abre à visitação no verão (apenas no mês de agosto), mas, infelizmente só tivemos oportunidade de vê-lo externamente.

Após tirar algumas fotos, pegamos o ônibus #27 até a estação Gare du Midi, onde fica o nosso hotel.


À noite, retornamos à região da Grand Place e jantamos numa Steak House nas proximidades. 

A região é cheia de restaurantes, lojas de chocolate, sorvetes e de cervejas. 

Experimentamos um sorvete com casca de chocolate belga (Leonidas). O sorvete é de máquina, não é lá estas coisas, mas a casquinha é muito gostosa.

No dia seguinte, iríamos conhecer o Hemiciclo (dia 2)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Booking.com