#Top10: O que fazer em Cingapura




Imagine uma cidade-estado, insular, sem grandes fontes de matéria-prima, que no período de apenas 40 anos, passou do terceiro para o primeiro mundo. Uma cidade que recebeu mais de 15 milhões de turistas estrangeiros em 2015, que é limpa, organizada, segura, com ótimos meios de transporte e que tem um clima quente (equatorial) a maior parte do ano.

Esta cidade-estado é Cingapura, na Ásia, localizada na ponta sul da península da Malásia.

Aproximadamente 5 milhões de pessoas vivem em Cingapura, das quais 2,91 milhões nasceram no local (fonte: wikipedia). A população é formada basicamente por descendentes de chineses, malaios e indianos, que ainda mantém suas culturas e línguas. Chinatown,  Little India e Arab District são bairros que refletem as tradições destas três culturas.

Como foi ex-colônia britânica, o governo local resolveu adotar, ainda, em 1965, o inglês como língua oficial, com vistas a maximizar os benefícios econômicos e a integração à economia internacional.


Merlion é o símbolo de Cingapura. É uma criatura mística com cabeça de leão e corpo de peixe (mer = mar e lion = leão). As estátuas do Merlion estão presentes em diversos lugares de Cingapura. A mais famosa fica na região de Marina Bay, em frente ao famoso Marina Bay Sands, e é parada obrigatória para foto dos turistas.

É um dos países mais interessantes que já visitamos, com diversas atrações turísticas, bons hotéis e restaurantes. Estivemos lá pela primeira vez em 2012. Desde então, já retornamos diversas vezes e ainda pretendemos voltar.

Detalhe: Brasileiros não precisam de visto de turismo para permanecer até 30 dias no país. É bom trazer o certificado de vacinação de febre amarela. No formulário de imigração, costuma-se perguntar se você visitou países da América latina ou da África nos últimos 6 dias.

Neste post, relacionamos as 10 principais atrações da cidade para que você possa se inspirar e aproveitar melhor esta pérola do sudeste asiático.



1. Marina Bay Sands – Sands Skypark Observation Deck



Ver a região de Marina Bay do alto do seu edifício mais famoso, o Marina Bay Sands, é simplesmente imperdível. Deste deck de observação, é possível apreciar a arquitetura moderna da cidade, seus prédios, a ponte helicoidal e a Singapore Flyer.

Aproveite sua visita ao deck para tirar fotos incríveis. O deck fica numa área sobre a torre 3 do edifício. Não é possível, infelizmente, visitar a piscina de borda infinita, que é exclusiva para os hóspedes do hotel.

Mas, no deck tem lanchonete, bar e loja. 

O deck de observação está aberto de segunda à quinta, de 9:30 até 22hs, e de sexta à domingo, das 9:30hs às 23hs. O preço para adultos é de 23 dólares de Singapura. Os ingressos podem ser comprados no local (torre 3 – B1) ou pela Internet.




À noite, você pode apreciar também o Wonder Full, que é um show de luzes e música que ocorre na baía. De Domingo à quinta-feira, o show ocorre às 20hs e 21:30hs, e na sexta-feira e no sábado, o show tem lugar também às 23hs.

Saiba mais: Skypark Observation Deck



2. Universal Studios Singapore



A Universal Studios Singapore é um parque temático localizado na Ilha de Sentosa. É dividido em setores e reúne diversas atrações e shows para crianças e adultos, tais como, o Transformers, Revenge of the Mummy, Treasure Hunters, Canopy Flyer, etc.

O parque é um pouco menor que o Universal Studios e o Universal´s Islands of Adventure de Orlando, mas apresenta algumas vantagens em relação ao parque americano.

É de fácil acesso, basta pegar o metro até a estação HarbourFront, entrar no Shopping Vivo City e pegar o Sentosa Express até a estação Waterfront.

É mais barato que o Universal Orlando. Enquanto o parque de Cingapura custa em torno de 55 USD (74 SGD), o parque americano custa 105 USD por dia.

As filas são menores, permitindo que você aproveite mais atrações no parque.

Mais informações: Universal Studios Sentosa




3. Buddha Tooth Relic Temple and Museum




O Templo e Museu da Relíquia do Dente de Buda é uma das principais atrações de Cingapura (Traveller’s Choice - Tripadvisor). Localizado no bairro de Chinatown, ele é de fácil acesso aos turistas, a uma pequena distância da estação de metrô Chinatown

O templo foi construído com elementos da dinastia Tang, é composto por quatro andares, um terraço superior e um mezanimo. É belíssimo e vale uma visita. O templo tem este nome porque guarda o que seria a relíquia do dente de buda, encontrado em 1980 numa stupa colapsada em Myanmar. 

Saiba mais sobre o templo, seus eventos e celebrações, no site: http://www.btrts.org.sg/




4. Singapore Flyer




Singapore Flyer é uma roda gigante que fica nas proximidades do Autódromo de Cingapura. Aberta em 2008, com 165 metros de altura, foi a maior roda gigante do mundo até 2014, quando foi superada pela High Roller em Las Vegas, Estados Unidos.

A Singapore Flyer é uma das atrações imperdíveis de Cingapura, é mais descrita como um “Moving Observation Deck”, pois proporciona uma vista incrível do autódromo, do Gardens by the Bay, e da região de Marina Bay, incluindo o edifício Marina Bay Sands. Alguns locais dizem que com o tempo bom, é possível ver até a ilha de Batam, na Indonésia, a partir da roda gigante. Você pode visitar a Flyer de dia ou de noite.

Na parte de baixo da Singapore Flyer, há uma estrutura com restaurantes, bares, lanchonetes e lojas. 

Visitamos de dia e aproveitamos para tomar uns sucos refrescantes que eram vendidos numa das barraquinhas. Naquele calor de janeiro, foi delicioso!

A Singapore Flyer fica próxima ao metrô Promenade e funciona das 8:30hs até às 10hs da noite.

Mais informações: http://www.singaporeflyer.com




5. Gardens by the Bay



Gardens by the Bay é um imenso parque natural na região de Marina Bay, em frente ao edifício do Marina Bay Sands. O parque se estende numa área de 101 hectares.

Os jardins compõem-se de uma área de entrada franca e uma área de entrada restrita (paga).

As principais atrações restritas do Gardens by the Bay são as estufas e o OCBD Skyway.

As estufas são a Cloud Forest, que é uma floresta construída dentro de uma estufa com clima tropical, e o Flower Dome, que é uma estufa que replica o clima fresco e seco de regiões mediterrâneas e expõe flores e plantas de diversas partes do mundo.




O OCBD Skyway é uma passarela a 22 metros de altura numa região chamada de Supertree Grove.

Para saber mais, clique aqui: http://www.gardensbythebay.com.sg/




6. Haw Par Villa




O Haw Par Villa é um belíssimo parque temático em Cingapura. O parque é composto por  inúmeras estátuas e dioramas que contam um pouco da cultura, da mitologia e do folclore chinês.

Sabe o que é um diorama? É uma representação artística tridimensional de cenas da vida real.




A atração mais famosa do Haw Par Villa é as 10 Cortes do Inferno (Ten Courts of Hell). Ao entrar nas Cortes, que ficam num túnel, passa-se por diversos estágios, em que cada pecado recebe uma punição que envolve algum tipo de sofrimento físico. 

Após passar por estas 10 Cortes, o indivíduo vai ao Pavilhão do Esquecimento, onde uma velha senhora oferece um chá mágico para que a pessoa esqueça as suas vidas passadas.

Após o pavilhão, o indivíduo vai para a roda da reencarnação e dependendo do seu passado pode retornar à vida como homem ou como animal, podendo ter uma vida de conforto ou de sofrimento.

Pode ter certeza que, depois de visitar as Cortes do Inferno, você vai deixar de cometer muitos dos seus pequenos pecados...

A entrada é gratuita. E o parque é de fácil acesso, pois fica ao lado da estação de metrô Haw Par Villa (Circle Line).




7. Museu Nacional de Cingapura


O museu é o mais antigo museu de Cingapura, com belíssimas galerias de arte e exposições, temporárias e permanentes, que contam a história da cidade-Estado e outros temas.

A exposição “We build a nation”, por exemplo, explora os 10 primeiros anos de independência do país (1965-75) e que definiram a história de Cingapura, sob a liderança do Primeiro Ministro Lee Kuan Yew.

A galeria “Modern Colony” explora a natureza cosmopolita da cidade durante os anos de 1920s e 1930s.

O museu é diversificado e organizado. Vale à pena gastar algumas horas por lá.





8. Singapore Botanic Gardens




O Singapore Botanic Gardens é uma imensa área tropical (82 hectares) que foi considerado patrimônio mundial pela Unesco. É composto por diversos jardins e lagos, destacando-se o Jardim das Orquideas, a Floresta Tropical, o Jardim de Gengibre, dentre outras atrações. Há, inclusive, um jardim de plantas medicinais.

Ao lado de todas as plantas há uma placa com informações detalhadas.

O local é muito visitado por jovens e famílias. Há lanchonetes e lojas no local.

Dica: leve uma garrafa de água. Pode fazer muito calor, dependendo da estação do ano.

Para chegar ao Jardim Botânico, basta descer na estação Botanic Gardens do Metrô. A entrada é gratuita.



9. Mesquita do Sultão (Sultan Mosque)




É uma belíssima mesquita localizada na Muscat Street, no “distrito Árabe”, em Cingapura. A mesquita fica em frente a um calçadão cheio de lojas, cafés e restaurantes.

A mesquita, cuja construção remonta a 1824, foi idealizada pelo Sultão Hussain Shah e passou por várias evoluções/ampliações até a presente data.

Os não-muçulmanos também podem visita-la nos seguintes horários:
Sábados a Quintas-Feiras: 10-12hs e 14 a 16hs
Sextas-Feiras: 14:30hs a 16hs.

Para saber mais, leia aqui:

Ao lado da mesquita do Sultão, há o Malay Heritage Centre, o Centro Cultural Malaio, que era o antigo palácio do Sultão Hussain Shah.



10. Memories at Old Ford Factory





É um museu construído num edifício onde foi assinada a rendição dos Britânicos para os Japoneses na Segunda-Guerra Mundial (1942). No local, havia anteriormente uma planta de montagem de veículos, que foi a primeira do sudeste asiático (1941).  

A rendição marcou o início da ocupação japonesa da ilha, que foi uma das épocas mais tristes da história de Cingapura.

O museu exibe fotos e objetos desta época, apresentando os eventos que levaram à rendição britânica e a vida durante o período de ocupação (44 meses), destacando o tratamento conferido aos prisioneiros de guerra. 

Os visitantes podem assistir documentários sobre a época e ver a mesa onde foi assinada a rendição.

Se você gosta de história, e a história de Cingapura é uma das mais fascinantes, não deixe de visitar este museu.Para chegar lá, sugiro pegar um taxi ou uber, pois o local está distante da estação de metrô mais próxima. 

Pode pegar, também, os ônibus com destino à Upper Bukit Timah Road (SMRT: 67, 75, 171, 173, 178, 184, 961 / SBS: 170). A entrada custa 3 dólares de Cingapura (SGD).


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Booking.com