Belém (dia 1): Estação das Docas



Relatos de Viagem a Belém, Pará. Em novembro, aproveitamos o feriado de finados para passar 5 dias em Belém, a  capital da Amazônia, uma cidade rica em natureza, história e gastronomia. 

Chegamos à noite em Belém, de um voo vindo de Brasília. Voo direto, com duração aproximada de 2 horas.


Hotel Atrium Quinta de Pedras
  
Nos hospedamos no hotel Atrium Quinta de Pedras, um antigo convento localizado na Cidade Velha, ao lado do Arsenal de Marinha. Atualmente, o hotel pertence à Diocese de Ponta de Pedras.

A localização do hotel é razoável, pois a Cidade Velha não é um local muito seguro para os turistas. Até os motoristas de taxi guardam o celular quando estão nessa região!

Ao lado do hotel, a menos de 5 minutos de caminhada, está o fantástico Parque Mangal das Garças. Está a 10 minutos de caminhada da Catedral da Sé, da Casa das 11 Janelas e do Forte do Presépio. E a 15 minutos do Mercado do Ver-o-Peso e da Estação das Docas. E também a 5 minutos de uma lanchonete chamada Portinha.

Dica: Por razões de segurança, não é recomendável andar pela cidade velha à noite. Lugares são ermos. Nos disseram que é bom ficar atento a rapazes em bicicletas andando em duplas.


Hotel Atrium Quinta de Pedras

O hotel em si é fantástico! Excelente atendimento! Os quartos são limpos, com camas confortáveis, ar condicionado, tv com diversos canais, cofre, além de piscina, academia e, ainda, uma Capela. Disponibiliza Wi-fi gratuito para os seus hóspedes  com conexão de excelente qualidade!


Hotel Atrium Quinta de Pedras

A diária para 3 pessoas (quarto triplo) gira em torno de R$ 320,00, com café da manhã. Aproveite essa primeira refeição para se deliciar com as tapiocas e bolos de frutas nativas.

Um taxi entre o aeroporto de Belém (BEL) e o hotel custa em torno de R$ 50,00 (cinquenta reais). E o trajeto dura aproximadamente 30 minutos, pois o aeroporto de Belém não é muito longe do centro da cidade.

Dia 1

Tomamos o café da manhã no hotel e fomos visitar o Parque Mangal das Garças, que fica simplesmente ao lado do hotel. Menos de 5 minutos de uma porta a outra.




O Mangal das Garças é, na minha opinião, a principal atração de Belém. É o local mais bonito e mais bem cuidado. Você poderá apreciar diversos animais: as garças, borboletas, patos, aves, araras, etc.

A entrada ao parque é gratuita, mas lá dentro há 4 atrações pagas:

a) o Memorial Amazônico da Navegação;
b) o Farol de Belém, uma torre de observação de 47 metros;
c) o Viveiro das Aningas (Aviário);
d) o Borboletário.

O preço é de R$ 5,00 por atração. Se quiser fazer as 4 atrações, você paga R$ 15,00 pelo pacote.

Parque Mangal das Garças: Farol de Belém.

Não deixe de subir na torre, pois a vista de lá é incrível!


Vista do Farol de Belém: Parque Mangal das Garças

No parque, há ainda um dos mais recomendados restaurantes de Belém, o Manjar das Garças




Restaurante Manjar das Garças: Parque Mangal das Garças

Ao lado, há um mirante, bem próximo ao rio, onde algumas pessoas se juntam para apreciar o por do sol. 





Por fim, há um pavilhão, o Armazém do Tempo, um galpão de ferro que era usado pela ENASA (Empresa de Navegação da Amazônia S/A) como oficina mecânica e atualmente funciona como um espaço para exposições. Quando visitamos, havia uma exposição sobre a cultura indígena.



Galpão Armazém do Tempo: Parque Mangal das Garças


Curiosidade: Os paraenses costumam ir ao parque para tirar fotografias. Não se surpreenda se você vir formandos, debutantes, noivos, grávidas, crianças aniversariantes, etc. tirando fotos profissionais no parque.

Catedral da Sé


Saindo do parque, fomos caminhando até a Catedral da Sé, ainda, na cidade velha, mas ela estava fechada.


Museu Corveta Solimões


Fomos visitar o Museu Corveta Solimões. O navio foi construído em 1954 e operou pelas águas da Amazônia até ser aposentado em 2003, quando foi atracado em frente a Casa das 11 Janelas. O preço do ingresso é R$ 4,00, mas, neste dia, a entrada era franca. A visita ao navio é guiada, marinheiros te levam para conhecer os diversos compartimentos do navio, tais como, alojamentos, cozinha, sala de armamentos, sala de máquinas, convés, etc. 


Forte do Presépio


Passeamos pela região do Forte do Presépio, mas este também estava fechado quando chegamos.


Mercado Ver-o-Peso


De lá, são 5 minutos caminhando até o Mercado Ver-o-Peso. A dica que nos passaram é visitar o mercado bem cedo, no momento em que comercializam os peixes.

Dica: muitos turistas são furtados no mercado. Evite tirar fotos com o celular no local, pois a chance de você voltar sem seu aparelho é muito grande!

Sinceramente, achei o local um tanto medonho. Vimos até ratazanas transitando entre as barracas.


Estação das Docas


Estação das Docas. Está a poucos metros do mercado Ver-o-Peso. É um local restaurado. Muito bonito, limpo e agradável para os turistas. É composta por diversos galpões, com diversos restaurantes e outras pequenas lojas. A agência de turismo Valeverde fica logo na entrada.


Estação das Docas


Almoçamos no restaurante Lá em Casa, que fica num dos galpões. Buffet R$ 62,00 incluindo sobremesa. Tinha muitas comidas típicas como maniçoba, vatapá e filhote mas comida é apenas razoável; não tem uma boa relação custo-benefício. Aliás, vários dos restaurantes na estação das docas tinha preços um pouco salgados.

Aproveitamos para comprar o ticket (antecipado) na ValeVerde Turismo para o passeio Orla ao Entardecer, que ocorre todo dia às 17:30hs.



Sorveteria Cairu: Sabores


Não deixe de provar um sorvete na Sorveteria Cairu, uma das mais famosas de Belém. Sugestões de Sabores: Cupuaçu, Manjar, Carimbó, Amendoim. Excelentes! Preço: R$ 7,00 a bola (mas vem com quase 2 bolas). O carimbó é um mix de tapioca, castanha do pará e cupuaçu. Sensacional!

Há outra sorveteria famosa em Belém, a IceBode. Provamos os seus sorvetes, mas nem se comparam com os sabores da Cairu. Na verdade eu não gostei! Por isso, não recomendo!

Ao final, uma caminhada para apreciar as margens do Rio.

Retornamos de taxi para o hotel. Após um pequeno descanso, pegamos um taxi de volta para a Estação das Docas.


Passeio Orla ao Entardecer: ValeVerde Turismo


Passeio Orla ao Entardecer pela Valeverde TurismoO passeio dura 1h30min e custa R$ 50,00. Navega pela Baía do Guajará e pelo Rio Guamá. Bom para apreciar o por do sol e apreciar músicas e danças típicas do Pará. A guia, muito simpática, nos deu algumas dicas sobre locais e passeios na cidade.


Av. Visconde de Souza Franco - "Doca"


À noite, fomos visitar  a região conhecida como “Doca”, Av. Visconde de Souza Franco (Não confunda com a Estação das Docas). Uma paralela desta avenida, a Av. Almirante Wandenkolk, é uma região badalada de Belém, com bares e restaurantes a cada esquina. 



Bistro & Boteco no Boulevard Shopping


Paramos no Boulevard ShoppingNeste shopping, eu indico o restaurante Bistro & Boteco, logo na entrada do shopping à esquerda. Excelente custo-benefício. Observe qual é o prato do dia. 



Filhote com Pure de Macaxeira: Bistro & Boteco

Um Filhote (peixe) com purê de macaxeira por R$ 25,00. Preço excelente, bem melhor que todos locais turísticos, além de ser uma delícia!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Booking.com