Belém (dia 4): Theatro da Paz




Relatos de Viagem a Belém, Pará. No quarto dia, fui conhecer o Parque da Residência. Lá estava a antiga residência dos governadores do Pará, desde 1934. Quem primeiro lá residiu foi o Governador Magalhães Barata, que hoje dá nome à Avenida em frente ao parque. 



Hoje, a casa é sede da Secretaria da Cultura do Pará.




O parque é pequeno, não tem muitas atrações, mas costuma ter muitos jovens. É um local sossegado para descansar. 





Há um restaurante no local chamado “Restô do Parque”, muito bem avaliado.




No Parque da Residência, encontra-se um vagão da antiga ferrovia Belém-Bragança, que levava o Governador Magalhães Barata pelo interior do estado. Infelizmente, é mais um triste exemplo de que as ferrovias do Brasil ficaram no passado.




De lá, fui caminhando até a Basílica Santuário de Nazaré. Aproveitei para tirar algumas fotos e rever uma das mais belas igrejas no nosso país. Em frente, está a Praça Santuário, que é um importante palco para o Círio de Nazaré




Um espetáculo diário é a revoada de papagaios que ficam nas árvores da praça que ocorre às 17hs. Infelizmente, não pude apreciar.




Segui caminhando até o Theatro da Paz, que fica em frente à Praça da República. É possível visitar o Teatro das 9 às 17hs (visitas ocorrem de hora em hora). O preço do ingresso para visitação é de R$ 6,00. 





A visitação é curta (15 minutos) e guiada, passando pelo Hall de Entrada, pelo Salão de Espetáculos, pelo Terraço, pelo Salão Nobre, dentre outras dependências.



O Theatro da Paz foi fundado em 15 de fevereiro de 1878, durante o período áureo do Ciclo da Borracha, quando ocorreu um grande crescimento econômico na região amazônica. Belém foi considerada ‘A Capital da Borracha’. Mas, apesar desse progresso a cidade ainda não possuía um teatro de grande porte, capaz de receber espetáculos do gênero lírico. Buscando satisfazer o anseio da sociedade da época, o governo da província contrata o engenheiro militar José Tiburcio de Magalhães que dá inicio ao projeto arquitetônico inspirado no Teatro Scalla de Milão (Itália).





Foi a primeira casa de espetáculos construída na Amazônia e tem características grandiosas: 1.100 lugares, acústica perfeita, lustres de cristal, piso em mosaico de madeiras nobres, afrescos nas paredes e teto, dezenas de obras de arte, gradis e outros elementos decorativos revestidos com folhas de ouro. Localiza-se na cidade de Belém, no Estado do Pará. Atualmente, é o maior Teatro da Região Norte e um dos mais luxuosos do Brasil. Com cerca de 130 anos de história, é considerado um dos Teatros-Monumentos do País.” (fonte: www.theatrodapaz.com.br)






Um trajeto interessante para percorrer em Belém é visitar, na sequência: o Teatro da Paz, a Basílica de Nazaré, o Museu Emílio Goeldi e o Parque da Residência. Todas estas atrações estão localizadas na Avenida Nossa Senhora de Nazaré e sua continuação, a Av. Governador Magalhães Barata. Veja no mapa abaixo!




Segui caminhando até o Shopping Pátio Belém, que é um shopping popular. Aproveitei para tomar um sorvete na sorveteria Cairu.

Hora de voltar para o hotel! 

No final do dia, fui apreciar o por do sol no Mangal das Garças.




Este foi meu penúltimo dia em Belém ...

No último dia, fomos visitar o Museu Paraense Emilio Goeldi

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Booking.com