Marrocos: rumo ao Deserto do Saara




Hora de se despedir de Fez e fazer um trajeto pelo interior do Marrocos até as Dunas de Erg Chebbi. Neste trajeto, apreciamos paisagens e belezas bem diferentes. 

Talvez a palavra que melhor descreva o país seja diversidade. Quem visita apenas as principais cidades do Marrocos não vivencia o que o Marrocos tem de melhor para oferecer!

Contratamos um passeio de 3 dias entre Fez e Marrakesh pela empresa Marrocos.com. Para 5 pessoas, o valor foi de 180 Euros para cada. Excelente custo-benefício para as experiências que o passeio nos proporcionou.





A primeira parada foi em Ifrane, a Suiça Marroquina. Você certamente nunca iria pensar que no Marrocos há uma cidade como esta. É uma Campos do Jordão. Está na área conhecida como Atlas, que é uma cadeia montanhosa que se estende da Tunísia ao Marrocos (2.400 km).

No Marrocos, o Atlas é dividido em três porções: Médio Atlas, Alto Atlas e Anti-Atlas (do norte ao sul).





Ifrane está localizada no Médio Atlas a 1.600 metros de altitude.

A cidade moderna de Ifrane, concebida como uma cidade jardim, foi estabelecida pela administração francesa em 1928 durante a era do protetorado devido ao seu clima dos Alpes. Ifrane foi concebida como uma "estação de colina". É uma cidade resort situada no alto das montanhas onde os europeus poderiam encontrar alívio do calor do verão de colônias tropicais. Ifrane é também um destino popular de treinamento de altitude. (fonte: Wikipedia)



Em janeiro, não havia muita neve pela cidade, mas já deu para perceber que pode nevar bastante por lá e por isso, os telhados das casas são inclinados.





Mesmo no inverno, com as árvores sem folhas, a cidade não perde seu charme!





Paramos no Forest Restaurante para tomar um café. Recomendo!





Infelizmente, ficamos pouco tempo em Ifrane! Tínhamos que continuar nossa viagem rumo ao deserto.





Fica a dica: Acho que vale a pena passar pelo menos um dia nessa agradável  cidade... e apreciar mais demoradamente paisagens como a  deste lago...









No trajeto para o deserto, pela Via N3, foi impossível não fazer uma pausa para fotos e registrar essas paisagens indescritíveis...













A parada para almoço foi em Midelt, no Hotel Taddart. A comida era razoável e o preço também. Aproveitei para experimentar uma cerveja local, a Casablanca, uma cerveja premium saborosa.












Continuando, passando por Errachidia e Erfoud com paisagens totalmente diversas das anteriores.













Chegamos a Merzouga em torno das 18:00hs e seguimos de dromedário para as Dunas de Erg Chebbi.





Fomos orientados a levar apenas uma mochila para o deserto, com peças de roupa básicas para passar a noite. A mala principal ficou no veículo.

Neste dia, num percurso de aprox. 450 km, experimentamos tantas paisagens diferentes, que acho que valeria à pena alugar um carro e fazer pelo menos duas paradas para dormir no caminho, uma em Ifrane e outra em Errachidia.

Dica: Errachidia (ERH) tem o aeroporto mais próximo ao Deserto. Se desejar visitar apenas o Deserto, vale à pena pegar um voo de Casablanca para lá e depois seguir por via terrestre, alugando um veículo ou contratando os serviços de alguma empresa de turismo.

No próximo post, saiba como foi o nosso acampamento em Erg Chebbi.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Booking.com