Relatos de Viagem ao Marrocos - Marrakesh




Marrakesh (em português Marraquexe) é uma das maiores cidades do Marrocos, depois de Casablanca e Fez, com aproximadamente 850 mil habitantes. É a mais turística do país e conta com uma excelente estrutura para receber os turistas: bons hotéis, bons restaurantes, boas atrações e um belíssimo e remodelado aeroporto. Você também pode chegar à cidade de trem, vindo direto do Aeroporto de Casablanca (4 horas). 

Era nosso único dia livre em Marrakesh. Tínhamos que aproveitar ao máximo. 

A cidade é dividida entre uma parte moderna e uma parte antiga, que é a medina.







Começamos nosso dia caminhando, na parte moderna, até o Jardin de Majorelle, considerada a atração n° 1 da cidade, segundo o TripAdvisor. Foram 30 minutos de caminhada.









O jardim é bonito, cheio de turistas, mas não creio que mereça o primeiro lugar do ranking da cidade.






Dentro do jardim, há o Museu Bérbère, contando um pouco da história, dos costumes, dos vestimentos deste povo que habita o Marrocos desde muito tempo. Infelizmente, não é possível tirar fotos no museu.

A entrada do Jardim custa 70 MAD e do museu 30 MAD.






Pegamos um taxi até a Medina de Marrakesh, que também é uma das maiores do Marrocos. O preço foi de 80 MAD, numa van.

Era sexta-feira, e, em razão disso, muitas lojas estavam fechadas. As ruas da medina de Marrakesh eram um pouco mais largas que as de Fez.






Seguimos nas proximidades da Medersa Ben Youssef. Uma rua ao lado tinha tanta gente, tantos camelos e negócios sendo fechados na rua. Impressionante!







Fui visitar o Museu de Marrakesh. Construído em 1997, onde havia uma antiga escola de mulheres. Belíssimo! A entrada custa 50 MAD.












Seguimos em direção ao Jardin Secret. E almoçamos no Café Arabe em frente ao Jardim.  Provei um Salmão delicioso. Adorei a decoração do local. 











Também adorei a vista lá de cima...



Por fim, seguimos até a Praça Jemaa el-Fna. Coisa de doido!











Essa praça é o verdadeiro o estereótipo do Marrocos, com cobras, macacos, barracas e pessoas cantando por dinheiro, etc. 

Fica a dica: não tire fotos de ninguém. Caso contrário, eles irão pedir dinheiro. E muita gente vai lhe pedir dinheiro pelo simples fato de ver você com uma Câmera fotográfica.

Subimos no Terraço de um café para observar a praça inteira. Para entrar no terraço, havia uma consumação mínima de 25 MAD  = 1 Coca-cola.




No final do dia, pagamos uma carruagem até o Menara Mall, um dos principais shoppings centers da cidade.

Hora de comprar alguns vinhos marroquinos para trazer de lembrança.





Em frente ao centro comercial, havia também um show de águas.

À noite, jantamos no Bella Itália novamente. E novamente, excelente comida e excelente atendimento! E ainda tinha música ao vivo: sucessos antigos do ABBA.

No dia seguinte, pegamos um taxi ao Aeroporto de Marrakesh (RAK).


Recomendo o Sr. Sadik, que tem uma van. Cobrou 100 MAD pela corrida. E estava lá na frente do hotel no horário marcado.



Houve um inconveniente no hotel Opera Plaza, durante o check-out. Um dos porteiros (que fica com uma roupa diferente ao lado do elevador) que ficam cuidando da saída exigiu comissão do taxista que contratamos. Queria saber quanto o taxista cobrou pela corrida. Além disso, veio insistentemente procurar um tal ‘Osvaldo’ que supostamente estaria com nosso grupo.

O Aeroporto de Marrakesh foi reformado recentemente e está incrível! É considerado um dos mais bonitos do mundo. Confira as fotos.









Conhecemos também a Sala Vip da Royal Air Maroc.








Hora de partir, pegamos um voo para Madri pela Iberia e de lá cada um dos companheiros de viagem seguiu o seu destino....




Assim foi nossa viagem ao Marrocos, um país diferente e encantador. Vou voltar!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Booking.com