10 dicas essenciais para quem vai visitar a Croácia

Dubrovnik, Croácia


A Croácia é a princesinha da Europa. É o destino preferido de muitos turistas europeus. E, de alguns anos para cá, o país também vem sendo descoberto pelos brasileiros. Em 2016, o país recebeu mais de 16 milhões de turistas!

O país encanta pelas suas praias, castelos, parques, museus e, acima de tudo, pela hospitalidade dos seus habitantes. E ainda tem preços mais razoáveis do que os outros destinos europeus...

Se isso não bastasse, a Croácia também é vizinha de dois países muito interessantes: a Eslovênia e a Bósnia-Herzegovina, que também faziam parte da ex-Iugoslávia.

Neste post, reuni 10 dicas e informações essenciais para você aproveitar melhor a sua viagem.

E bem-vindo à Croácia! Dobro došli!





1.  Alugue um carro


Alugue um carro na Croácia


Não costumo alugar carros nas minhas viagens. Geralmente, acho mais conveniente usar taxi, uber ou os transportes públicos disponíveis. Quando necessário, faço excursões (day trips) com alguma agência de viagem.

Mas, nesta última viagem à antiga Iugoslávia, alugar um carro foi essencial para conhecer, e conhecer bem, tantos lugares em tão pouco tempo. A mobilidade proporcionada pelo veículo nos permitiu visitar, de forma tranquila, 14 cidades em duas semanas.


O carro é útil para se deslocar entre as cidades. Dentro de cidades grandes, como Zagreb, Split e Dubrovnik, você pode utilizar o transporte público ou o Uber, sem problemas.

2. Compre um Chip da T-Mobile

Chip T-Mobile - Muito útil na Croácia


Nessa viagem, comprei um chip (no exterior fala-se SIM Card) da T-Mobile. Custa 85 kunas (11 Euros ou aprox. R$ 40) e é válido para usar internet ilimitada 4G por 7 dias, no território da Croácia.

Foi muito útil, tanto nos deslocamentos, para encontrar as rotas, quanto na cidade, para encontrar atrações, restaurantes, lojas, ou ainda, chamar um Uber. Com certeza, nossa viagem não teria sido tão produtiva se não tivéssemos a disposição uma conexão 4G.

A conexão 4G da T-Mobile é de excelente qualidade. Confesso que senti falta disso quando retornei ao Brasil. Você pode comprar o chip em diversas bancas. É possível recarrega-lo para usar mais 7 dias ou também para usar em países vizinhos (Roaming).

3. Utilize o Maps Google

Recomendo utilizar o Maps Google não somente nas viagens para a Croácia, mas para todas as viagens, e até mesmo para o dia-a-dia na cidade. Facilita o deslocamento, facilita encontrar atrações, restaurantes, passeios, etc.

Leia nossos posts sobre o aplicativo:

Nessa última viagem à Croácia, o aplicativo foi muito útil, especialmente, com a Internet 4G.

4. Croácia não está na Zona do Euro nem no Espaço Schengen


Espaço Schengen - Europa


A Croácia não está na Zona do Euro.  A sua moeda é a Kuna (HRK). Na cotação atual, um real corresponde a 2,15 Kunas e o Euro corresponde a aprox. 7,5 Kunas.



Euro


Apesar de o Euro ser aceito em alguns estabelecimentos, recomendo que você faça o câmbio para Kunas, pois as taxas de câmbio utilizadas por lojas ou hotéis costumam ser desvantajosas para os clientes.

Em nossa viagem, encontramos cotações mais vantajosas em Zagreb em relação às encontradas noutras cidades mais turísticas, tais como, Split e Dubrovnik.

Além disso, a Croácia também não faz parte do Espaço de livre circulação na Europa conhecido como Espaço Schengen. Este espaço aboliu a exigência de passaporte e o controle de fronteiras entre diversos países europeus.

Logo, ao entrar em sair da Croácia, você deve fazer a imigração lá e não no país europeu onde eventualmente você faça conexão.

Mas, não se preocupe! A Croácia não exige visto de turismo para brasileiros, que podem permanecer no país por 90 dias. E a imigração é bem tranquila.

5. Experimente os vinhos da Croácia


Apreciando um vinho em Dubrovnik, Croácia


A Croácia é um país com longa tradição de produção de vinhos, que remonta a 2000 anos atrás. São mais de 300 regiões produtoras de vinho no país, mas que podem ser divididas, basicamente, na região costeira e na região continental. A maior parte do vinho produzido na Croácia é branco, em segundo lugar vem o vinho tinto e, por fim, há uma pequena produção de vinho rosé.


Apreciando um vinho em Dubrovnik, Croácia


Há vários vinhos bons e não tão caros na Croácia. Recomendo, em especial, um Vinho orgânico Kotar Superior – Merlot, que provei no Zrno Bio, um restaurante natural em Zagreb.

Dica: há bons vinhos também na Eslovênia, se você for conhecer o país vizinho também!

6. Deixe-se encantar pela hospitalidade e cortesia dos Croatas

Em geral, os croatas recebem muito bem os seus visitantes. Desde que cheguei em Zagreb, pude perceber a cortesia e hospitalidade dos croatas, um tipo de recepção que não é muito comum e generalizada nos países da Europa ocidental.

Fui muito bem tratado tanto pelas pessoas comuns quanto por aquelas que tem por função atender aos turistas (taxistas, funcionários de hotéis, recepcionistas de atrações, etc.).



Guesthouse Plitvice Hills


Mas, teve um lugar em que a recepção foi excepcional! Foi na Guesthouse Plitvice Hills. Que coisa fantástica! Os donos, um casal croata e seu filho, fizeram de tudo para tornar nossa estadia a melhor possível. Logo na chegada nos serviram uma “cachaça” croata, forte, que tomamos todos juntos! E nos deram todas as dicas de como aproveitar melhor o parque! Em cada detalhe na Guesthouse, podíamos notar o cuidado com os visitantes. Enfim, foi excelente! Não é a toa que a nota no Booking.com é 9.9! Eu, sinceramente, achei que a avaliação estava errada. Era 10 ou até mais!

7. Não deixe de visitar ...


Muralha de Dubrovnik - Dubrovnik Walls



... as muralhas de Dubrovnik e 




Cidade antiga Dubrovnik - Dubrovnik Old City


...a cidade antiga.




Palácio de Dioclesiano - Split, Croácia



... o Palácio de Dioclesiano em Split



Museu das Ilusões, Zagreb, Croácia



... o Museu das Ilusões em Zagreb (ou em Ljubliana, se incluir a Eslovênia no seu roteiro)




Parque Nacional dos Lagos Plitvice, Croácia






rua dos restaurantes Tkalčićeva em Zagreb


... a rua dos restaurantes Tkalčićeva em Zagreb



Franjo Tudjman Bridge, Dubrovnik


... e apreciar a Franjo Tudjman Bridge, a ponte estaiada, na entrada de Dubrovnik

8. Não deixe de comer ...

... um delicioso Wrap no Sexy Cow em Split

Comida orgânica no Zrno Bio,  Zagreb


... uma deliciosa comida orgânica no Zrno Bio em Zagreb

9. Primavera é uma excelente época para visitar a Croácia.

Zagreb, Croácia


Em termos de clima, a melhor época para visitar a Croácia, aproveitar de suas belezas naturais, é sem dúvida o verão. Mas, você já deve imaginar a quantidade de turistas que deve procurar a Croácia, a princesinha da Europa, nesta época. Além disso, os preços dos serviços vão às alturas!!!

Visitamos a Croácia na Primavera. Ótima Estação! Pegamos dias ótimos, apesar de um pouco mais frescos. As cidades estão floridas e as atrações não estão tão lotadas (mas você não vai encontrar nenhuma atração vazia).

10.  Faça os passeios para as ilhas próximas a Dubrovnik e Split


Ilhas próximas a Dubrovnik, Croácia


As ilhas da Croácia fazem parte de um paraíso no Mar Adriático. As ilhas reúnem beleza natural, baladas e boa gastronomia. 

Você pode pegar um ferry e se hospedar em alguma ilha ou fazer um day trip. Há várias agências de viagem que podem te oferecer os passeios de um dia para as ilhas e praias.

Dentre as Ilhas próximas a Dubrovnik, destacam-se as ilhas Mljet, Lopud, Kolocep e Korcula.

Dentre as Ilhas próximas a Split, destacam-se Hvar, Brac e Vis, bem como a Caverna Azul (Blue Cave) e a Caverna Verde (Green Cave).

Hvar é uma das ilhas mais bem estruturadas, com hotéis, resort, restaurantes, e atrações como o Forte e a Catedral, e praias como Hula Hula e Pokonji Dol.

Brac, por sua vez, é conhecida pelas suas praias paradisíacas, em especial, a Zlatni Rat, uma das mais belas de toda a Europa.


Se você gosta de praias e beleza natural, vale a pena, também fazer o trajeto entre Dubrovnik e Split pela costa da Croácia. Você vai se surpreender! Boa viagem!




Emerson Cesar
Emerson Cesar

Turistando por mais de 55 países, já dobrei o Cabo da Boa Esperança, cheguei ao Fim do Mundo e alcancei o Topo da Europa. Enfrentei as Dez Cortes do Inferno e cheguei ao céu em um Balão. Ainda tenho muitos lugares a desvendar, culturas a conhecer e comidas a experimentar. Viaje comigo em meus relatos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário