Top10 Kuala Lumpur, Malásia (parte 1)




No post anterior, passamos informações gerais sobre Kuala Lumpur (KL), na Malásia, uma excelente porta de entrada para o Sudeste Asiático. KL não é o principal destino turístico da região, mas tem atrações suficientes para 2 ou 3 dias de viagem. Neste e no próximo post, vamos falar sobre as 10 principais atrações de Kuala Lumpur.

1. As Cavernas de Batu (Batu Caves)




É um dos importantes santuários hinduístas fora da Índia. Consiste de uma série de cavernas construídas numa colina.

O que mais se destaca é a estátua de Murugan, uma divindade hindu, com mais de 42 metros. Ao lado da estátua, encontra-se uma escadaria com mais de 200 degraus que dá acesso às cavernas principais.

Dica: Cuidado com os Macacos. Evite levar comidas ou brincar com os animais, pois eles podem ficar agressivos.



A atração é local de peregrinação de hindus de vários países da região (nós encontramos diversos na nossa visita) e é palco de diversas festividades religiosas.

Dica: Não deixe de visitar a caverna dos morcegos, a Dark Cave. É uma atração guiada paga à parte. É um sítio de conservação onde você poderá aprender sobre um ecossistema bem diferente, que se sustenta à base de guano.




Para chegar à atração, basta pegar o trem KTM na estação central de Kuala Lumpur (KL Sentral) em destino às Batu Caves. O trajeto dura aprox. 30 minutos.





2. Museu de Artes Islâmicas




Quem gosta de arte, não pode deixar de visitar o Museu de Artes Islâmicas (Islamic Arts Museum Malaysia) de Kuala Lumpur.




O belíssimo museu contempla diversas espécies de manifestações artísticas do mundo muçulmano, como a arquitetura (maquetes de mesquitas por todo mundo), vestimentas, cerâmica, joalheria, moedas, armas, obras de metal, mobiliário, caligrafia, etc. Além disso, há galerias específicas de arte do mundo malaio, indiano e da china.




O museu é uma construção moderna, com três amplos andares, e conta com restaurante, loja e área de descanso.





Dica: não deixe de admirar as decorações nas paredes e nos tetos do museu, bem como a cúpula na parte externa.




O museu fica próximo ao Lake Gardens e à Mesquita Nacional. Para chegar, basta descer na estação de trem Kuala Lumpur (KTM) e siga as indicações para a Mesquita Nacional (Masjid Negara).

Para saber mais sobre o museu, leia o nosso post

3. Lake Gardens (Perdana Botanical Gardens)




O Perdana Botanical Gardens, mais conhecido como Lake Gardens, é um lugar para relaxar da agitação de Kuala Lumpur. O parque é centenário e sua criação remonta a época colonial (1888).




Situado no coração da cidade, são 92 hectares de área verde, trilhas, lagos, jardins e fontes. Dentre esses, destacam-se o Jardim das Orquídeas, Jardim de hibisco, o Deer Park (Parque dos Veados), o Sunken Garden e o Laman Perdana, que é um ponto coberto para realização de eventos no parque (foto acima)




O parque funciona de 7hs às 20hs. Recomendo chegar no início da manhã ou final da tarde, pois o calor de KL pode ser intenso no meio do dia.





Como chegar:  você pode descer nas estações de trem KL Sentral ou Kuala Lumpur e caminhar até o parque; ou pegar o ônibus B112 da estação LRT Pasar Seni (e descer no Museu Nacional), ou ainda pegar um Uber ou Taxi.





Mais informações, consulte o site: www.klbotanicalgardens.gov.my

4. Mesquita Nacional da Malásia (Masjid Negara)



A mesquita nacional da Malásia foi inaugurada em 1965, poucos anos após a independência do país.




Com arquitetura moderna, feita de concreto, a mesquita tem algumas características especiais, muito diferente daquelas que você porventura viu em Istambul, na Turquia.

Destaca-se um minarete de 73 metros, com seção quadrada, e um teto em formato de uma estrela de 16 pontas. Além disso, na parte interna, cabe observar uma ampla área cheia de pilastras e, na parte externa, as fontes de água.




A visita é gratuita. Confirme os horários de abertura (6:30hs-13hs, 14:30-16:00, 17:30-19:00hs). 


Nos horários de oração, não é permitida a visita de não-muçulmanos, como ocorre nas mesquitas em geral. A própria sala de orações é fechada para não muçulmanos.


Homens não podem entrar de shorts ou camisas regatas. As mulheres devem usar o Chador. Todos devem retirar os sapatos e deixa-los na entrada da mesquita, como também é usual na visitação das mesquitas.




A Mesquita Nacional fica próxima à estação Kuala Lumpur (KTM) e à estação Pasar Seni do Metro. Na região, estão outras atrações como o Museu de Artes Islâmicas e o Lake Gardens.

5. Petronas Towers – KLCC




As Torres Petronas são o cartão postal de Kuala Lumpur. Os dois edifícios ligados por uma ponte (Skybridge) podem ser vistos de diversos pontos da cidade. Simplesmente não dá para ir para Kuala Lumpur e não visita-las.

Com 452 metros de altura, correspondem ao 6° maior edifício do mundo, atrás do Burj Khalifa e do Taipei 101. São mais altas que o famoso Empire State Building de Nova Iorque.




A construção está localizada numa área conhecida como KLCC – Kuala Lumpur City Centre, com hotéis famosos, shoppings e parques públicos. Abaixo das torres, encontra-se, por exemplo, o Suria KLCC, um belíssimo shopping center com diversas lojas famosas e restaurantes.





É possível fazer visitas guiadas às torres. A visitação está aberta de terça-feira a domingo (das 9 às 21hs), sendo fechada entre 13 e 14:30hs nas sextas feitas.




A visita é guiada e dura 45 a 60 minutos. Você sobe de elevador até a altura de 170 metros e visita a Skybridge.

Os tickets custam RM 85 (aprox. R$ 65). É recomendável compra-los com antecedência, pois os tickets são limitados por dia.


Você pode chegar às torres pela estação de metro KLCC.

Dica: Ainda que não vá fazer a visita ao interior do edifício, não deixe de apreciar as torres por fora. Elas são belíssimas, especialmente à noite quando iluminadas.

Essas são as cinco primeiras atrações de Kuala Lumpur. Confira as restantes no próximo post. Até lá!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Booking.com