Relatos de Viagem: Rumo à Eslovênia (dia 1)




No quarto dia de viagem, acordamos cedo em Zagreb. Era dia de partir para a Eslovênia. 

Alugamos um carro na locadora Fleet, loja que fica no Hotel Sheraton em Zagreb, a poucas quadras do nosso hotel.

                                                                 


Ao entrar na Eslovênia de carro, você tem que comprar um selo-pedágio (Vignette). O selo custa 15 Euros por 7 dias.

Dica: Compre a Vignette logo após passar a imigração para evitar multas.

A Croácia ainda não está no Espaço Schengen, tal como a Eslovênia. Por isso, temos que passar pela Imigração toda vez que entrar e sair do país em direção à Eslovênia. A Croácia deve entrar no Espaço Schengen em 2018.




A primeira parada no caminho foi no Grad Otočec, Castelo de Otočec, na Eslovênia, onde atualmente funciona um hotel.




Um pouco do interior do Castelo ...





O castelo, que remonta ao século XIII, fica em uma pequena ilha no Rio Krka, sendo o único da espécie na Eslovênia.




Se estiver passando por lá, não deixe de fazer uma visita. Mesmo com o tempo ruim, pudemos tirar boas fotos. 




Sem parar por Ljubliana, seguimos direto para Postojna, para visitar as famosas Cavernas de Postojna.  





Para chegar às cavernas, passamos por um belíssimo parque, por um hotel e por um ponto de apoio, onde você pode fazer refeições e comprar os ingressos. 







A partir desse ponto de apoio, são 5 a 10 minutos de caminhada até a entrada da atração. 


Dica: Achei um pouco desorganizadas as filas na entrada. Fique atento!





As Postojna Caves são um imenso sistema ou rede de cavernas subterrâneas (21 km de extensão).





As visitas são guiadas por lugares incríveis cheios de estalactites e estalagmites, além de túneis, grutas e halls com acústica excelente. 





Um incrível passeio de uma hora e meia. Não é à toa que é a principal atração turística da Eslovênia. 





Sabe qual a diferença entre estalactites e estalagmites? Ambas são formações minerais encontradas em cavernas. “As estalactites pendem do teto na forma de cones pontudos. Já as estalagmites têm aspecto parecido, mas crescem no sentido contrário, do chão para cima. Ambas surgem porque as rochas calcárias das regiões de cavernas costumam ser bastante solúveis – ou seja, facilmente dissolvidas pela água.” (Fonte: Mundo Estranho/UOL)



Parte do passeio é feito em um trenzinho aberto (cuidado com a cabeça, pois passa próximo a paredes e túneis) e parte é feito a pé pelos caminhos dentro da caverna.



Dica: É possível comprar tickets combinados. Para visitar as Cavernas de Postojna e o Castelo de Predjama, você paga 31,90 Euros.

A seguir, veja uma amostra do nosso percurso pelas Cavernas.



Fique atento aos horários: nesse dia, o último passeio saia às 14hs.




Depois seguimos para o Castelo de Predjama, um castelo medieval que fica incrustado numa Rocha de 123 metros de altura. Começou a ser construído no Século XIII e fica a apenas 9 km das Cavernas de Postojna.




Na entrada, você recebe um audio-guia para auxiliar a visita, que deve ser feita por conta própria. Passa por diversas dependências, reconstruídas, onde pode observar os móveis e manequins representando as épocas antigas.  




São vários andares. Prepare-se para subir escadas!






Particularmente, gostei mais das cavernas. Esperava mais do interior do Castelo. Mas, a vista de fora é bem interessante.

Numa lojinha na parte externa do castelo, são comercializados alguns vinhos locais baratos (até 5 Euros). Mas, não são tão bons assim. Na verdade, não são nada bons, a vendedora recomendou misturar com Coca-Cola caso não gostássemos do vinho.


Créditos: Site do Hotel Four Points by Sheraton Ljubliana Mons
Fomos então para Liubliana, e ficamos hospedados no Hotel Four Points by Sheraton Ljubliana Mons. É um hotel de negócios, bom, mas afastado do centro da cidade. Fica às margens de uma rodovia, o que facilita o acesso a outras cidades da Eslovênia. Os atendentes são simpáticos e prestativos. Os quartos são limpos e bons. O café da manhã, entretanto, é só razoável. Tem wifi gratuito para os clientes.


Créditos: Site do Hotel Four Points by Sheraton Ljubliana Mons

Site: http://www.fourpointsljubljanamons.com/

De taxi até a cidade, você irá pagar 6 Euros, segundo o atendente da recepção. Mas, havíamos alugado um carro, seguimos dirigindo até o centro da cidade.

Ficamos um pouco perdidos no centro da cidade. E como estávamos sem internet 3G (nosso chip era da Croácia), só restou usar o Maps Google (off-line). Para ajudar, a noite estava bem triste, fria e meio chuvosa. Péssima impressão da cidade! Ainda bem que nem sempre a primeira impressão é a que fica (leia os próximos relatos).

Dica: no centro de Liubliana, recomenda-se estacionar no estacionamento subterrâneo na Praça do Congresso (Park Zvezda). Não há muitas opções de estacionamento no centro de Liubliana.

Nos indicaram o restaurante Druga Violina. Entretanto, não gostei muito do atendimento e das mesas que ficavam na parte de fora. Por isso, saímos em busca de outra opções.  




Jantamos no restaurante 'Altroke' (a foto acima foi tirada durante o dia). Comi um Filet de peixe Dory. Prato Excelente! Acompanhado de um vinho local. O restaurante tem dois ambientes e bom atendimento!

Dica: a Stari Trgovina (Stari Trg) é uma rua de pedestres (calçadão) com vários restaurantes. Fica paralela ao Rio Liublinica.


Rua dos Restaurantes, em Ljubliana, Eslovênia.


Este foi o nosso primeiro dia na Eslovênia. Adoramos as Cavernas e o Castelo, mas o dia seguinte seria ainda melhor. Leia aqui.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Booking.com