Relatos de Viagem: Rumo a Dubrovnik



Após a visita a Blagaj, na Bósnia-Herzegovina, seguimos em direção a Dubrovnik, na Croácia. Poderíamos ter feito todo o trajeto por dentro da Bósnia, passando por Stolac, por Trebinje, e assim cruzaríamos apenas uma vez a fronteira com a Croácia.

Mas, acabamos fazendo o percurso pelo litoral. Entramos na Croácia por Metkovic, passando por Neum, novamente na Bósnia e depois, novamente pela Croácia. Ou seja, passamos por três controles de fronteira.




Para quem não sabe, a Bósnia-Herzegovina tem uma faixa de apenas 20 km de litoral, onde fica a cidade de Neum, que fica entre duas partes não contíguas da Croácia. 


Ou seja, para ir de Split para Dubrovnik de carro, você necessariamente terá que passar pela Bósnia-Herzegovina, passando duas vezes pela Imigração.

Muitos turistas, trafegando entre Dubrovnik e Split, acabam parando em Neum para almoçar, tomar um café, ou simplesmente para apreciar essa vista do Mar Adriático. 


Neum, no litoral da Bósnia-Herzegovina

Cuidado: em alguns horários, pode haver um grande número de veículos no controle de imigração.




De qualquer forma, valeu o trajeto. Pudemos tirar fotos como esta acima.

Antes de chegar a Neum, paramos na Vinícola Rizman, em Klek, ainda na Croácia. Foi necessário um pequeno desvio de trajeto.



Vinícola Rizman em Klek, Croácia

Infelizmente, não foi possível visitá-la! Ficou só na imaginação. Imagine tomar um vinho, sentado nessas cadeiras, observando esse cenário.

Mais uma hora de estrada e chegamos a Dubrovnik: linda, charmosa, espetacular! 

Não é à toa que ela é chamada de Pérola do Mar Adriático




E ela nos recebe com esta belíssima Ponte Estaiada, de 518 metros, um prelúdio do que a cidade tem a nos oferecer. E uma baia onde vários barcos, incluindo os de turismo, ficam estacionados.





Não são poucas as atividades que a cidade oferece a seus visitantes, dentre elas, visitar a cidade murada, repleta de lojas, restaurantes e apreciando o estilo medieval; as muralhas de Dubrovnik, que são 1950 metros de uma incrível vista em torno da Old town; e o Cable Car (teleférico), que também permite visualizar a cidade sob um ângulo especial. Dubrovnik é famosa por ser um dos cenários da Série Game of Thrones, o que também atrai muitos turistas.




Dica: para entrar em Dubrovnik, logo após passar pela ponte estaiada, você deve virar à esquerda e fazer uma grande volta para descer até a cidade.




Hall do Hotel Ariston


Nós nos hospedamos no Hotel Ariston, um pouco afastado do centro histórico, na Península Lapad.

Entretanto, o hotel é facilmente acessível de ônibus. Use o Ônibus n° 5 para chegar até o Cable Car e o Ônibus n° 6 para a Old Town.


Mapa do Hotel Ariston

O hotel é um Resort às margens do Mar Adriático. Tem uma excelente estrutura (academia, várias piscinas, bares, etc.). O quarto é bom. Wifi gratuito e de boa qualidade. Pagamos R$ 282,00 (+ impostos e taxas) a diária para um quarto duplo com café da manhã.





Almoçamos no hotel. A propósito, são vários restaurantes disponíveis aos hóspedes e visitantes. Por exemplo, o Mediterrâneo, onde é servido o café da manhã, e o Zoë´s Restaurant & Terrace, onde almoçamos.

O almoço (um risoto) foi razoável, nada excepcional.





Há uma vista agradável do mar e da ilha à frente. Um pouco a frente, há um local com mesas e espreguiçadeiras, onde os hóspedes podem tomar um sol e apreciar o mar. Não há uma "praia" de areia, mas nem por isso o local deixa de ser agradável ...







Após a refeição, seguimos de taxi para o centro histórico. Furada! Custou R$ 100,00 a corrida. Havíamos achado melhor deixar o carro no hotel, para não ficar procurando lugar para estacionar. 





E fomos visitar a belíssima cidade antiga murada. 

A cidade antiga (Old City of Dubrovnik) é uma das principais atrações de Dubrovnik. E a entrada é gratuita!





É uma das cidades medievais mais bem preservadas do Mundo, mesmo tendo sido danificada pelo terremoto de 1667 e pelo conflito armado após a desintegração da Iugoslávia. 





Logo na entrada da cidade antiga, é possível observar  uma placa contendo informações dos danos causados pelos soldados da Sérvia e de Montenegro, nos anos de 1991 e 1992. Mas, isso não faz o local perder o seu encanto. 
A cidade antiga está listada como Patrimônio Mundial pela Unesco (Unesco World Heritage Site), recebendo apoio dessa organização internacional para a sua reconstrução. 



E o que tem de interessante na cidade antiga? A cidade antiga tem diversas lojas, restaurantes, bares, fontes, igrejas, palácios e outras atrações como museus, galerias de arte e um aquário. 

É ali que estão concentradas as atrações de Dubrovnik! Para ver o mapa da cidade antiga, clique aqui







Enfim, dá para passar o dia todo pela cidade antiga, ou melhor, até mais de um dia!






A Old City também é palco de diversos eventos culturais (concertos, operas e ballet) e esportivos. Quando visitamos, um Festival de Vinho estava prestes a acontecer...





De qualquer forma, passear pelas ruas e vielas exclusivas para pedestres, além de agradável,  já é uma atração em si. 





Algumas vielas tinham enormes escadas que levavam às habitações dos moradores da cidade antiga.





Em torno das 20hs, muita coisa estava fechando... hora de voltar pra casa.





Na volta, pegamos o Ônibus n° 6 para chegar até o hotel.

No dia seguinte, visitaremos as ilhas próximas a Dubrovnik

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Booking.com