Como foi assistir um filme de Bollywood pela primeira vez?




Na última viagem à Índia, estava num taxi e, de repente, ouvi uma música agradável. Como de costume, tirei o meu celular do bolso e liguei o Shazam para descobrir qual era aquela música. 

A música agradável, e que não saía da minha cabeça, chamava-se Zaalima e já tinha mais de 190 milhões de visualizações no YouTube. Era o hit do momento na Índia e fazia parte da trilha sonora do filme Raees, uma das maiores bilheterias de Bollywood em 2017. 

E eu nunca tinha ouvido falar, nem da música, nem do filme! 




Raees conta a estória de um criminoso chamado “Raees Alam”, interpretado pelo famoso ator Shah Rukh Khan e se passa em Gujarate, um Estado indiano onde o comércio de bebidas alcoólicas é proibido. 

Não vou contar a estória! Não gosto de dar “spoiler”. O que posso dizer é que a trama se desenvolve em torno desse comércio proibido e do romance entre Raees e a belíssima Aasiya Alam, interpretada por Mahira Khan, uma premiada atriz paquistanesa.





O filme aparenta ter sido baseado na vida de Abdul Latif, um criminoso que mantinha um comércio ilegal em Gujarate. Os produtores negam, mas chegaram a ser processados pela família Latif.





O que mais chama a atenção em um filme de Bollywood são as frequentes interrupções no curso da estória para as “dancinhas coletivas” (confira aqui). Mas, isso não torna o filma desagradável. Por outro lado, o filme não é um musical, a estória não é contada através da música.

O filme está disponível no Netflix com legendas em português.




Em 2015, tive a oportunidade de conhecer um dos estúdios de Bollywood em Mumbai, mas Raees foi o primeiro filme daquela região que assisti até o fim. 

E o que achei do filme? 

Gostei da trama, gostei do cenário, das músicas e até mesmo das “dancinhas”. O romance entre os protagonistas é bonito, sensual, sem ser vulgar. 

Em tempos de lixo cultural, pode ser uma boa oportunidade para você conhecer um pouquinho da Índia e um pouco da sua diversidade cultural.


E, afinal, o que significa Zaalima?

Zaalima em hindi é o feminino de Zaalim, que significa alguém cruel, despótico, alguém que fez algo muito ruim. No contexto do filme, entretanto, esse algo mal teria sido cometido pela Aasiya, que "roubou o coração" do criminoso Raees. (fonte: https://goo.gl/gqXLNv)

Gujarate

Gujarate é um estado indiano que faz fronteira com o Paquistão, é banhado pelo Mar Arábico e é o segundo mais industrializado na Índia. Tem língua própria, o Gujarati, mas o hindi e o inglês também são amplamente falados naquela região. A principal cidade chama-se Ahmedabad.

O Estado também é um importante destino turístico na Índia. Dentre as atrações, destacam-se belíssimos templos como o Bada Bhagwan, o Somnath Mahadev, o Akshardham e o Shatrunjaya hill (construído em um morro, daí o nome), o Deserto  de Sal (White Desert) e diversos Lagos.



By Nagarjun Kandukuru (Salt desert) [CC BY 2.0 (http://creativecommons.org/licenses/by/2.0)], via Wikimedia Commons

É o Estado de Origem de Mahatma Gandhi, que nasceu em Porbandar, uma cidade costeira. Mas, à época, Gujarate ainda não era um estado autônomo, estava ligado a 

Como falei, é um dos três estados indianos que proíbe a manufatura, armazenamento, comércio e consumo de bebidas alcóolicas. Obviamente, essa lei seca nem sempre é cumprida. A manufatura e venda de bebidas alcóolicas em casa está sujeita à pena de morte, quando causar alguma fatalidade. Isso porque o metanol, que causa intoxicação, pode ser um subproduto na produção caseira.

Estrangeiros, entretanto, podem adquirir uma permissão, válida por 30 dias, para comprar bebidas alcóolicas até determinada quantidade.


Foto da Capa: Michael Theis (CC By-ND 2.0)
Referências do Texto: Wikipedia (English)



Emerson Cesar
Emerson Cesar

Aos 45 anos de idade, Emerson é um aprendiz de fotógrafo que tenta registrar da melhor maneira as experiências de viagem. Começou a descobrir o mundo há 10 anos e já visitou 61 países. Gosta de caminhar a esmo pelas cidades mundo afora, observando as pessoas, as construções e os lugares. É formado em Engenharia e Direito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário