Zagreb é a capital e maior cidade da Croácia, um país do Leste Europeu que há poucos anos (1991) tornou-se independente da antiga Iugoslávia. Apesar de não ser o principal destino turístico do país, Zagreb oferece muitas atrações turísticas e é a principal porta de entrada da Croácia.

Roteiro de 15 dias pela ex-Iugoslávia

Em Abril/2017, fizemos um roteiro de 15 dias passando por três países que faziam parte da antiga Iugoslávia: Croácia, EslovêniaBósnia-Herzegovina. Também passamos rapidamente por Frankfurt, na Alemanha, ao fazer uma conexão, e por Trieste, cidade no litoral da Itália.

A Croácia é o destino mais famoso dos três. Costumo dizer que é a princesinha da Europa, pois é o destino preferido de muitos turistas europeus. De alguns anos para cá, felizmente, o país também vem sendo descoberto pelos brasileiros.

O país encanta pelas suas praias, castelos, parques, museus e, acima de tudo, pela hospitalidade dos seus habitantes. E ainda tem preços mais razoáveis do que os outros destinos europeus. Seus principais destinos turísticos são: Zagreb, os Lagos Plitvice, Zadar, Dubrovnik e Split.

Por sua vez, a Eslovênia e a Bósnia-Herzegovina também não deixam nada a desejar. Pelo contrário, tem muitas atrações que considero até mais interessantes.

Começando a viagem por Zagreb

Infelizmente, não há voos diretos entre o Brasil e a Croácia. É necessário fazer conexão em algum país da Europa, como p. ex. em Paris, Frankfurt, Roma ou Istambul.

Começamos nossa viagem com um voo Guarulhos – Frankfurt (Alemanha), pela LATAM e com um voo Frankfurt – Zagreb (Croácia) pela Lufthansa.

Aeroporto de Zagreb

Aeroporto de Zagreb - Novo Terminal
Aeroporto de Zagreb – Novo Terminal (Fonte: Wikimedia)

Pousamos em Zagreb, capital da Croácia, já tarde da noite (22hs).

Aeroporto de Zagreb (Franjo Tudman) fica na cidade vizinha de Velika Gorica. Foi concedido em 2012 para o consórcio francês ZAIC (Zagreb Airport International Company). O novo e moderno terminal tinha acabado de ser inaugurado.

Como ir e voltar ao Aeroporto de Zagreb

Pegamos, então, um taxi até o hotel, que saiu por 230 kunas (aprox. R$ 115) e o trajeto dura 30 minutos.

  • Dica: Quem nos levou foi o Sr. Tihomir, muito simpático, que nos passou algumas informações sobre a cidade. Se ofereceu para fazer passeios ou trajetos. O veículo é muito bom! Contatos: +385951998560 (tihomir.m65@gmail.com)

Além do taxi, há duas opções de transporte público para ir e voltar entre o aeroporto e Zagreb.

  • Airport Shuttle (Pleso Prijevoz) opera entre o Aeroporto e o Terminal Central de Ônibus de Zagreb (Autobusni Kolodvor Zagreb). O preço é de 30 kunas e o trajeto dura de 35 a 40 minutos. Para saber mais informações sobre horários, clique aqui.

A linha 290 do ZET Bus liga o terminal de Velika Gorika à Praça Kvaternik em Zagreb, passando pelo Aeroporto. O ônibus urbano passa de 35 minutos.

Onde ficar em Zagreb?

Best Western Premier Astoria
Best Western Premier Astoria

Nos hospedamos no Hotel Astoria ou Best Western Premier Astoria.

O hotel está muito bem localizado, na região central, próximo à estação de trem e à Praça Rei Tomislav, onde os jovens costumam se reunir. Além disso, dá para ir caminhando até a Praça Principal de Zagreb e aos principais pontos turísticos na cidade nova e na cidade velha.



Booking.com

 

Há um restaurante em frente ao hotel, Lari & Penati, recomendado por revistas estrangeiras e há várias lojas de conveniência ou mercadinhos não muito distantes do hotel.

Os atendentes são simpáticos e enquanto você está na recepção pode se deliciar com alguns snacks e com um som de piano.

Quarto do Hotel Astoria
Quarto do Hotel Astoria

Os quartos são bons e confortáveis. Recebemos um quarto bem mais amplo que esperávamos. Tem Wifi grátis e o café da manhã é bom e variado.

Recomendo! A avaliação do Booking.com é 9.1.

Pagamos 305 reais por diária para um quarto com duas pessoas, com café da manhã.

  • Fique atento: Em Zagreb, como em várias cidades europeias, é cobrada uma City Tax, paga diretamente no hotel no valor de aprox. 1 Euro por pessoa por diária.

Um Chateauneuf du Pape

Neste dia, não tivemos muito o que fazer, só nos acomodamos e provamos um vinho que a nossa amiga comprou no Duty Free do Aeroporto de Frankfurt.

Chateauneuf du Pape
Chateauneuf du Pape

Hora de celebrar o início das férias em grande estilo: provar um vinho Chateauneuf du Pape que, no Brasil, custa mais de 300 reais, e no FreeShop saiu por 27 Euros.

No dia seguinte, começaríamos a explorar a Capital da Croácia.

Dia 1

No primeiro dia em Zagreb, tomamos café no hotel e saímos para explorar a cidade.

Praças e Parques de Zagreb

Praça Rei Tomislav, Zagreb
Praça Rei Tomislav, Zagreb

Passamos pela Praça Rei Tomislav, pelo Parque Strossmayer e pelo Parque Zrinjevac, todos a um quarteirão de nosso hotel.

São três praças/parques, em frente à estação central de trem de Zagreb, muito agradáveis para o turista apreciar.

Praça Rei Tomislav, que é a mais próxima da estação, foi construída em homenagem ao primeiro rei da Croácia (925-928), que defendeu a parte continental do país contra os ataques húngaros.

A praça é o ponto de encontro de locais. Na época em que visitamos, era comum ver jovens, adultos e crianças, sentados por lá, jogando conversa fora, fazendo picnic e etc.

Na praça, há um belíssimo edifício amarelo, o Art Pavillion (foto em destaque), que é uma galeria de arte fundada ainda no século XIX.

No Parque Strossmayer, consta um monumento em homenagem ao bispo católico romano, político e benfeitor Josip Juraj Strossmayer, do século XIX. Strossmayer teve um papel importante na obtenção de direitos dos eslavos/croatas na monarquia dos Habsburgos. Defendia, dentre outras coisas, a introdução da língua croata na administração pública e nas escolas.

Parque Zrinjevac, Zagreb
Parque Zrinjevac, Zagreb

Parque Zrinjevac é o mais próximo à região central. Um belo espaço verde, arborizado, com fontes e, enfeitado de flores na primavera.

Praça Ban Josip Jelacic

Praça Ban Josip Jelacic, Zagreb
Praça Ban Josip Jelacic, Zagreb

Seguimos, então, em direção à Praça Ban Josip Jelacic, a praça principal de Zagreb, próxima a diversos pontos turísticos da cidade. Na praça, havia uma pequena feira de artesanato e outros produtos em algumas bancas de madeira. No local há também estações de tram. Ah, tem Wi-fi gratuito também! Uhuuuu!

Catedral da Assunção

Catedral da Assunção - Zagreb 2
Catedral da Assunção, Zagreb

De lá, segui para visitar a Catedral da Assunção. É uma subidinha a partir da praça principal.

Catedral da Assunção ou Catedral de Zagreb é o mais alto edifício de toda a Croácia. Seus ‘pináculos’ (pontos mais altos) podem ser vistos de várias partes de Zagreb.

Catedral da Assunção, Zagreb
Catedral da Assunção, Zagreb

A Catedral, como o próprio nome indica, foi dedicada à Assunção de Maria e aos Reis St. Stephen e St. Ladislau. Foi construída no Século XIII, mas reformada no final do século XIX.

A entrada é franca. Vale uma visita rápida!

Museum of Broken Relationships

Museum of Broken Relationships
Museum of Broken Relationships

Em seguida, fui até o Museu das Relações Rompidas, uma das atrações que estava mais ansioso para visitar.

  • Para chegar lá, você deve seguir em direção à Torre Lotrščak e ou à Igreja de São Marcos, uma igreja situada na Old Town, que se destaca pelo brazão da Croácia no seu teto. Da parte baixa da cidade, siga pela rua Ilica entrando na Tomiceva Ul. você tem a opção de subir de funicular ou por uma longa escada. Logo, você encontrará a torre e a poucos metros da torre, o Museu. Estamos na parte mais alta de Zagreb, na Old Town.

Museu das Relações Rompidas (Museum of Broken Relationships) é dedicado aos relacionamentos que não deram certo. Contém os objetos pessoais dos amantes acompanhados de uma descrição do seu significado/importância. O conceito que está por trás do museu é de que os objetos contém ‘hologramas’ de memórias ou emoções vividas durante esse relacionamento.

Museum of Broken Relationships, Zagreb
Museum of Broken Relationships, Zagreb
  • Surgiu a partir da ideia de 2 artistas croatas, que mantiveram um relacionamento amoroso por 4 anos e que, após a separação, sentiram dificuldade em dividir os objetos comuns. Resolveram, então, montar um museu com os objetos resultantes deste relacionamento. Solicitaram aos amigos que doassem objetos deixados pra trás, após os seus relacionamentos rompidos.

Confesso que a ideia do museu é mais interessante que o museu propriamente dito. Algumas estórias são um pouco tristes, como a de um filho que perdeu/se separou dos pais muito cedo e deixou apenas um brinquedo para representar essa relação. Há outra como a do machado que até achei engraçada à primeira vista …

É possível fazer uma visita virtual ao museu, clique aqui.

A entrada ao museu custa 30 kunas, aprox. R$ 13,50. O museu está aberto de 9 às 21hs, no inverno, e de 9 às 22:30hs, no verão.

Torre Lotrščak

Vista a partir da Torre Lotrščak
Vista a partir da Torre Lotrščak

De lá, seguimos para a Torre Lotrščak, uma torre de defesa localizada na cidade antiga de Zagreb, cuja construção remonta ao século XIII.

A torre permite uma incrível vista panorâmica da cidade. Mas, antes, você terá que enfrentar vários lances de escadas, passando por algumas exposições e por um canhão.

Vista a partir da Torre Lotrščak
Vista a partir da Torre Lotrščak

De qualquer forma, o panorama lá de cima é recompensador.

O ingresso custa 20 kunas para adultos.

Old Town

Igreja de São Marcos - Zagreb
Igreja de São Marcos – Zagreb

Já era tarde e precisávamos almoçar. Seguimos, então, fazendo um passeio na Old Town.

Passamos em frente à Igreja São Marcos  e visitamos uma das farmácias mais antigas do mundo.

Uma das farmácias mais antigas do Mundo, Zagreb
Uma das farmácias mais antigas do Mundo em Zagreb

E passamos pela Stone Gate, um portal medieval para a Old Town, que também é considerado um local sagrado.

Stone Gate, Zagreb
Stone Gate, Zagreb

Tkalčićeva Street

Tkalčićeva Street
Tkalčićeva Street

E de lá seguimos até a Rua Ivana Tkalčića, também conhecida como Tkalčićeva Street, que é uma rua de pedestres, na região de Zagreb, onde estão localizados diversos bares, lojas e restaurantes.

É o ponto de encontro nas noites de Zagreb! Mas, muitos estabelecimentos estão abertos durante o dia também!

Almoçamos no Restaurante History & Village. Um salmão acompanhado de uma Cerveja de Montenegro. Prozit!

Mercado Dolac, Zagreb
Mercado Dolac, Zagreb

Retornamos ao hotel, descendo pela rua, passando pelo  famoso Mercado Dolac, um mercado organizado de frutas/verduras. Mas, àquela hora já estava fechado.

À noite, fomos à cidade apenas para comer um lanche na padaria Dubrovica.

  • Fica a dica: Neste dia, compramos numa banca um Chip de Telefone (Sim Card) da empresa T-Mobile por 85kunas. Internet e Telefone por 7 dias corridos. Excelente conexão!

No dia seguinte, continuamos a explorar Zagreb. A primeira impressão da cidade foi ótima!

Dia 2

Em Zagreb, tem Uber e isso facilita em muito a vida dos turistas.

Cemitério Mirogoj

Cemitério Mirogoj, Zagreb
Cemitério Mirogoj, Zagreb

No segundo dia, pegamos um Uber do hotel até o Cemitério Mirogoj, ao norte da cidade. A corrida saiu por aprox. 10 reais.

Quem viaja para o exterior, dificilmente pensaria em visitar um cemitério. Que macabro!

Entretanto, quem já foi para Buenos Aires, provavelmente, não deixou de visitar o famoso Cemitério da Recoleta para ver o Túmulo de Evita.

Cemitério Mirogoj, Zagreb
Cemitério Mirogoj, Zagreb

Em Zagreb, uma das principais atrações é o Cemitério de Mirogoj, considerado um dos mais belos da Europa. Suas construções, em especial, suas arcadas e cúpulas, são muito bonitas e merecem uma visita.

Cemitério Mirogoj, Zagreb
Cemitério Mirogoj, Zagreb

No cemitério, inaugurado em 1876, estão sepultadas diversas personalidades croatas, incluindo ex-Presidentes, poetas e escritores. 

  • Para chegar ao local, você também pode utilizar o transporte público: pegar o Tram n° 14 e descer na estação Gupčeva zvijezda. De lá, caminhar até a entrada do cemitério. A entrada é franca.

Parque Maksimir

Park Maksimir, Zagreb
Park Maksimir, Zagreb

Do cemitério, pegamos um Uber ao Parque Maksimir, o parque público mais antigo de Zagreb, fundado em 1787. É um local agradável para passear, relaxar, especialmente, na primavera, período em que visitamos a cidade, quando as flores estão muito presentes.

O parque é imenso, ocupa uma área de 316 hectares e contempla 5 lagos, diversos pastos, riachos, além de ser habitat de diversas espécies de plantas e animais, com destaque para as tartarugas e para o pica-pau. Cuidado para não se perder!

Zagreb: a porta de entrada da Croácia 1
Park Maksimir, Zagreb
  • No complexo, também está o Zoológico de Zagreb, que costuma não ser muito bem avaliado pelos turistas. Muitos reclamam que o espaço é pequeno para os animais (fonte: Tripadvisor).

O parque está situado na parte leste da cidade, em frente ao estádio do Dínamo de Zagreb. Pode ser acessado por tram (linhas 4, 5, 7, 11 e 12) – parada Bukovacka.

Museu das Ilusões

Museu das Ilusões, Zagreb
Museu das Ilusões, Zagreb

Em seguida, pegamos novamente um Uber para o Museu das Ilusões, uma atração capaz de encantar adultos e crianças.

São dois andares de pura ilusão, truques e diversão. São ilusões de ótica, jogos, hologramas, caleidoscópios, salas de espelhos e etc.

Museu das Ilusões, Zagreb
Museu das Ilusões, Zagreb

O ingresso custa 40 kunas por adulto e o museu está aberto entre 9 e 22 horas.

Em Zagreb, o museu fica localizado na região central. E há unidades do Museu também em Ljubliana, Eslovênia, e em Zadar, Croácia.

Museu das Ilusões, Zagreb
Museu das Ilusões, Zagreb

Zrno Bio Bistro

Zrno Bio Bistro
Zrno Bio Bistro

Hora do almoço. Não muito distante do museu está o restaurante Zrno Bio Bistro, um restaurante de comida orgânica.

Zrno Bio Bistro
Zrno Bio Bistro

Provei um Garden Burger. Diferente e delicioso!

Zrno Bio Bistro
Zrno Bio Bistro

Não sou vegetariano, mas a comida do restaurante é ótima. Ali até o vinho é orgânico!

Museu Mimara

Museu Mimara, Zagreb
Museu Mimara, Zagreb

Já era tarde e começou a chover. Não muito distante dali, estava o Museu Mimara, dedicado à arte europeia. O museu estava vazio, poucos visitantes, mas nem por isso tira o mérito da atração.

Museu Mimara, Zagreb
Museu Mimara, Zagreb

O edifício com vários andares apresenta pinturas, desenhos, esculturas, objetos de vidro/cristal de diversos artistas europeus, de diferentes nacionalidades: alemães, espanhóis, holandeses, ingleses, flamingos e etc.

Museu Mimara, Zagreb
Museu Mimara, Zagreb

Ah, o nome Mimara vem de um colecionador Ante Topić Mimara, falecido em 1987.

A entrada custa 40 kunas.

Museu Mimara, Zagreb
Museu Mimara, Zagreb

Hora de retornar para o hotel, descansar.

Tkalca 43 Pizzeria-Trattoria

Tkalca 43 Pizzeria-Trattoria
Tkalca 43 Pizzeria-Trattoria

À noite, fomos jantar na Rua dos Restaurantes e Bares (Tkalčićeva Street).

Paramos numa cantina italiana (Tkalca 43 Pizzeria-Trattoria), onde provei uma deliciosa lasanha 4 queijos e um vinho local.

Lazanha 4 queijos no Tkalca 43
Lazanha 4 queijos no Tkalca 43

Esse foi nosso último dia em Zagreb.

Resumindo

Apesar de não ser o principal destino turístico da Croácia, Zagreb tem atrações interessantes para você passar 2 ou 3 dias na cidade. Isso se você não quiser fazer os day trips para os arredores.

A maioria das atrações pode ser visitada à pé na região central. Para chegar às atrações mais afastadas, você pode utilizar o Uber ou transporte público local (trams).

Enfim, Zagreb valeu a pena!

No dia seguinte, partimos rumo à Eslovênia. Até lá!

Author

Apaixonado por viagens e por fotografia. Começou a descobrir o mundo há 10 anos e já visitou 71 países. Gosta de caminhar a esmo pelas cidades mundo afora, observando as pessoas, as comidas, as construções e a arquitetura. É formado em Engenharia e Direito.

Write A Comment

Pin It