Quito, a capital do Equador, é uma cidade repleta de atrações e encantos. Se você vai para Quito, não deixe de ler as dicas e orientações que preparamos para você.

1. Por que visitar Quito?

Quito é uma das portas de entrada do Equador. No país há, basicamente, dois aeroportos internacionais: o de Guayaquil (GYE) e o de Quito (UIO). Se você chega ao país pela via aérea, deverá necessariamente passar por um destes aeroportos.

Vale passar alguns dias em Quito. A partir de lá, você pode visitar a Amazônia Equatoriana, o Arquipélago de Galápagos, os Andes e a Costa do Pacífico.

Palácio de Carondelet, Palácio da Presidência da República do Equador
Palácio de Carondelet, Palácio da Presidência da República do Equador

Além disso, Quito é uma capital com um centro histórico preservado, considerado Patrimônio Mundial pela Unesco, onde você pode apreciar a bela arquitetura colonial espanhola e as várias igrejas e catedrais.

Por Quito, passa a famosa linha imaginária do Equador (Latitude 0°). Nos seus arredores, foi criada a Ciudad Mitad del Mundo, a atração mais visitada do Equador, onde você poderá apreciar diversas experiências de física relacionadas à gravidade terrestre.

Monumento Equatorial, Ciudad Mitad del Mundo, Quito, Equador
Monumento Equatorial, Ciudad Mitad del Mundo

Mas, o que mais me agradou em Quito foram as pessoas. Em Quito, você ainda encontra aquela agradável hospitalidade latino-americana.

2. Como chegar a Quito?

Há um único voo direto do Brasil para o Equador. O voo, operado pela Gol, parte do Aeroporto Internacional de São Paulo (GRU) às 19:15hs chegando em Quito (UIO) às 23:25hs. São três voos semanais e a duração  é de 6 horas.

Aeroporto Internacional Mariscal Sucre, Quito, Equador
Aeroporto Internacional Mariscal Sucre, Quito, Equador

Há, entretanto, outras opções de voo pela Latam, com conexão em Lima (LIM); pela Avianca Internacional, com conexão em Bogotá (BOG); e pela Copa Airlines, com conexão na Cidade do Panamá (PTY).

Se você vai visitar mais de uma cidade no Equador, pode ser interessante pegar um voo com conexão, pois poderá chegar em uma cidade e retornar por outra. Foi o que eu fiz: fui de Latam de São Paulo para Quito, com conexão em Lima e retornei de Guayaquil, também com conexão na capital do Peru.

3. Quando viajar para Quito?

Quito é a capital mais alta do mundo. Com 2.800 metros de altitude, a cidade tem temperaturas agradáveis ao longo de todo o ano (média de 15,8°C), apesar de localizada no Equador. Agosto e Setembro são os meses mais quentes.

Basicamente, há duas estações: uma seca, que vai de junho a setembro; e uma chuvosa, que vai de outubro a maio. Abril é o mês em que mais chove.

Os períodos de alta temporada são de Junho a Setembro e em Janeiro.

Visitei a cidade no início de dezembro e não peguei preços altos, além  do clima estar bem agradável e sem chuvas. Gostei dessa época do ano.

Outubro e Novembro também podem ser bons meses para visitar a cidade.

4. É necessário passaporte para fazer a imigração no Equador?

Equador é um dos países para os quais os brasileiros podem viajar sem necessitar de passaporte, conforme o Acordo sobre documentos de viagem do Mercosul e países associados. Leia mais aqui.

Entretanto, se você viajar de Copa Airlines para o Equador, fazendo conexão no Panamá, terá, necessariamente, que levar o passaporte, pois o Panamá não faz parte do acordo em questão.

  • Fique atento: Desde 2017, o Governo equatoriano exige o Certificado Internacional de Vacinação contra a Febre Amarela dos passageiros provenientes do Brasil. No meu caso, entretanto, o documento não foi exigido. De qualquer forma, não vale a pena arriscar viajar sem o documento e ser barrado na imigração. Vacine-se e obtenha o certificado na Anvisa. Saiba mais, leia aqui.

5. Do Aeroporto até a Cidade

O Aeroporto Internacional Mariscal Sucre (UIO), inaugurado em 2013, está localizado a 40 km a leste da cidade. Ele substituiu o antigo aeroporto, localizado na região central, que era muito perigoso e não oferecia oportunidades de expansão. Há uma via de boa qualidade ligando o novo aeroporto à cidade.

Há dois tipos de ônibus que ligam o aeroporto à cidade. O Aeroservicios, que é um ônibus Vip, com preços de 8 a 20 dólares, dependendo do setor de destino. Além disso, há serviços de transporte público comum, com preços de 2 dólares, ligando o aeroporto aos terminais de ônibus Río Coca, Quitumbe e Carcelén.

Viajando em 4 pessoas, optei pelo taxi. Gastei em torno de 28 dólares do Aeroporto de Quito para o meu hotel.

6. Um país dolarizado

Desde 2000, o Equador adota o dólar americano como a sua moeda corrente. O Banco Central do país atualmente só emite os centavos em moedas.

Dolarização no Equador
Dolarização no Equador

Se, por um lado, pode ser uma grande vantagem para os turistas, que não precisam fazer câmbio na chegada ao país, por outro, pode tornar a viagem mais cara para os brasileiros, ante a desvalorização do real frente ao dólar.

  • Fique atento: Não se esqueça utilizar todas as moedas antes de sair do país. Como elas são emitidas pela República do Equador, não valem fora do país, diferentemente das notas.

7. Como se deslocar em Quito?

Tem Uber em Quito e essa é a melhor opção para se deslocar na cidade. Os motoristas de Uber são muito simpáticos e nos passaram boas dicas sobre a cidade.

O transporte público não é muito bom. O metrô ainda está sendo construído. Deve ficar pronto no ano que vem. Também é um pouco complicado andar a pé pela cidade por conta das diversas ladeiras e da elevada altitude. Os deslocamentos devem ser feitos de taxi ou uber, evitando-se os horários de pico.

8. Onde se hospedar em Quito?

Há, basicamente, três regiões onde você pode se hospedar em Quito: no centro histórico; ao redor do Parque La Carolina; e no bairro Floresta.

Não recomendo ficar no centro histórico, pois, apesar de ser um local interessante para passar o dia, pode não ser muito seguro para caminhar à noite.

La Carolina é o distrito comercial e financeiro de Quito. É área moderna, onde se encontram shoppings centers (por exemplo, o Quicentro) e bons restaurantes. É o local mais recomendado para famílias.

O bairro Floresta é a região hipster e boêmia de Quito. É uma região mais descolada da cidade, onde você encontra muitos grafites nos muros e nas paredes. Pode ser uma opção para os mais jovens.

9. Quantos dias ficar em Quito?

Recomendo ficar 3 ou 4 dias livres só em Quito. É o tempo suficiente para conhecer as principais atrações da cidade. Acrescente 1 ou 2 dias, caso pretenda fazer passeios nos arredores.

10. Onde comer?

Casa Res

Casa Res, Quicentro, Quito, Equador
Casa Res, no Shopping Center Quicentro

A Casa Res é uma rede de restaurantes no Equador, com várias unidades em Quito. Como o próprio nome diz, é uma excelente opção para quem quer comer carne.

Jantei duas vezes a unidade no Shopping Center Quicentro e recomendo. Gostei muito da comida e do atendimento.  Provei uma Picaña e uma Picada Mixta. Achei os preços bem razoáveis (12.50 dólares a Picaña e 8.50 a Picada Mista).

Restaurante Guayasamin

Café Guayasamin, Mitad del Mundo, Quito, Equador
Café Guayasamin, Mitad del Mundo

Restaurante Guayasamin é uma opção para quem quer almoçar na Ciudad Mitad del Mundo. Os preços são razoáveis (até 12 dólares) e a comida é excelente. Provamos o Churrasco, o Hambúrguer de Quinoa e o Pollo a la Naranja. O atendimento também é muito bom.

Hasta La Vuelta Señor

O Hasta La Vuelta Señor é um restaurante equatoriano que fica num centro comercial na Praça Independência, no segundo piso, com uma bela vista para o pátio dentro dessa galeria. Foi um restaurante no centro histórico indicado por alguns guias da cidade.

Restaurante Hasta La Vuelta Señor, Centro Histórico de Quito, Equador
Restaurante Hasta La Vuelta Señor, Centro Histórico de Quito

A comida é razoável, mas não acho que valha a pena. Como falei, a comida não é nada excepcional, mas o preço é bem mais caro em relação aos os demais restaurantes em que nós comemos em Quito. O preço das bebidas também é muito mais caro. Um prato chamado “Churrasco”, que vem com carne, ovos fritos, batata e salada custa 15 dólares no restaurante, enquanto que no Guayasamin custa apenas 9 dólares. O atendimento é só razoável.

Republica del Cacao

Republica del Cacao, Quito, Equador
Republica del Cacao, Quito

A Republica del Cacao é uma rede de docerias em Quito. Como o próprio nome diz, são várias opções de doces feitos de chocolate. Além disso, é um espaço agradável para você tomar um café. Os preços, entretanto, são um pouco salgados.

11. Centro Histórico

Rua no Centro Histórico de Quito, Equador
Rua no Centro Histórico: ao fundo a Basílica do Voto Nacional

O centro histórico de Quito é um dos mais bem preservados da América Latina e foi declarado Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco em 1978.

São muitas as atrações concentradas num só local. Dentre elas, destacam-se as igrejas, o palácio presidencial, museus, as praças e lojas.

O centro possui ruas estreitas, algumas delas interditadas a veículos, e edificações não muito altas. Um dos principais calçadões é o da Calle Garcia Moreno.

Calle Garcia Moreno, Centro Histórico, Quito
Calle Garcia Moreno, Centro Histórico, Quito
  • Uma das principais dicas em Quito é passear a esmo pelo centro histórico, observando a arquitetura colonial, apreciando as suas belíssimas igrejas e fazendo uma parada para um delicioso (e forte) café equatoriano.

No centro histórico encontra-se, também, a Calle La Ronda, a rua mais famosa de Quito. A calle foi revitalizada e hoje é de visitação obrigatória.

Calle La Ronda, Centro Histórico de Quito, Equador
Calle La Ronda, Centro Histórico de Quito

Recomendo que percorra o centro histórico a pé. As distâncias entre uma atração e outra são relativamente curtas, ainda que você tenha que subir uma ou outra ladeira.

12. Quito é segura?

Em Quito, deve-se tomar cuidado com punguistas e, eventualmente, com assaltos, especialmente, nos Parques, nos bairros La Floresta, Mariscal e La Marín, bem como no Centro Histórico (fonte: Foreign and Commonwealth Office – UK).

Não é recomendável caminhar do centro histórico até o morro El Panecillo. Utilize um Uber. Isso foi o que vários locais me orientaram.

El Panecillo: vista do Centro Histórico, Quito, Equador
Morro El Panecillo: não é recomendável subir a pé!

Entretanto, conversando com os motoristas de Uber, eles me relataram que Quito é relativamente segura e foi isso que eu senti, passeando pelas várias regiões da cidade. Achei muito tranquila.

Convém tomar os cuidados básicos que você toma nas grandes cidades brasileiras: não ostentar joias ou outros bens de valor e não caminhar por locais ermos, especialmente, à noite.

13. Quais atrações são imperdíveis?

Igreja da Companhia de Jesus, Quito, Equador
Igreja da Companhia de Jesus no centro histórico de Quito

Na minha opinião, as atrações imperdíveis na cidade são: Teleférico, Ciudad de la Mitad del Mundo, Igreja da Companhia de Jesus, Palácio do Governo e Basílica del Voto.

Além disso, há várias opções de passeio ao redor da cidade. São tours de um dia para o Parque Nacional Cotopaxi e para a Lagoa e Vulcão Quilotoa.

14. Caminhando e Atravessando as Ruas

Sabemos que, no Brasil, os motoristas e pedestres não respeitam muito as regras de trânsito.

O mesmo acontece em Quito. Portanto, cuidado com ao atravessar as ruas. Não espere que os motoristas parem nas faixas de pedestres ou até mesmo no sinal vermelho.

Enfim, a capital do Equador foi uma cidade que me surpreendeu. Não deixe de visitá-la você também. Espero que essas dicas de Quito lhe sejam úteis! Boa viagem!

Author

Apaixonado por viagens e por fotografia. Começou a descobrir o mundo há 10 anos e já visitou 71 países. Gosta de caminhar a esmo pelas cidades mundo afora, observando as pessoas, as comidas, as construções e a arquitetura. É formado em Engenharia e Direito.

1 Comment

  1. Excelentes dicas!!! Se eu as tivesse antes da minha viagem, teria aptoveitafo muuuuito mais!! Continue assim.. estou adorando.

Write A Comment

Pin It