Quito, a capital do Equador, é uma cidade repleta de atrações. Fundada em 1534 sob as ruínas de uma antiga cidade Inca, Quito é hoje a segunda cidade mais populosa do país, mesclando o antigo com o moderno.

Situada a 2.800 metros acima do nível médio do mar, Quito é a capital mais alta do mundo. Apesar disso, não senti os efeitos do mal de altitude, tal como senti em Cuzco, no Peru, ou em La Paz, na Bolívia.

Por lá passa a linha imaginária do Equador, o paralelo que divide o globo nos hemisférios Sul e Norte. Entretanto, não pense que as temperaturas por lá são muito elevadas. O clima em Quito é agradável e, mesmo no verão (quando visitei), não é muito quente.

Mas, o que mais me chamou a atenção em Quito foi a simpatia das pessoas. Por lá, ainda remanesce aquele acolhimento típico “latino-americano”, o que deixa a gente muito feliz. Às vezes, sinto que perdemos um pouco disso, né?

Neste artigo, apresento 6 atrações que você não pode deixar de visitar na cidade de Quito.

Recomendo passar de 3 a 4 dias na cidade, sem considerar os passeios nos arredores.

  • Outra dica: você não precisa contratar tours organizados para visitar essas atrações. Basta pegar um Uber!

1. Teleférico de Quito

Passear de Teleférico é uma experiência fundamental na capital equatoriana. Você sobe de 2.800 metros de altitude até chegar a impressionantes 4.100 metros. Tudo isso em 18 minutos, num trajeto de 2.500 metros. A cabine do teleférico é fechada e abriga 4 ou 5 pessoas.

Teleférico de Quito: uma das principais atrações da cidade
Teleférico de Quito: uma das principais atrações da cidade

Na parte alta, você encontra um café, lojas e até uma igreja. Além disso, há bancos onde você pode apreciar essa vista incrível da cidade e das montanhas que a circundam. Observei que muitas pessoas, turistas e locais, sobem nesta parte alta para fazer trilha de bicicleta (mountain bike).

Igreja no topo do Teleférico, Quito
Igreja no topo do Teleférico, Quito

Quando o tempo está bom, também é possível ver os vulcões que rodeiam a cidade: Cotopaxi, Antisana, Ilinizas, Chimborazo e Cayambo. Aliás, a maioria destes vulcões está ativo e alguns podem ser, inclusive, visitados pelos turistas.

Apreciando o visual lá de cima: teleférico de Quito
Apreciando o visual lá de cima: teleférico de Quito

A entrada do teleférico já fica numa parte bem alta da cidade. Para chegar lá, é necessário pagar 2,5 dólares de estacionamento. O porteiro liberou o Uber por 10 minutos, sem pagar, para nos deixar no local. Há uma enorme ladeira entre a portaria e a bilheteria do teleférico.

Na volta, entretanto, tivemos que descer a ladeira, pois o guarda não deixou o Uber subir “de graça” para nos buscar.

Vulcões nos Arredores de Quito, Equador
Vulcões nos Arredores de Quito, Equador

A entrada no teleférico custa 8,5 dólares para adultos e 6,5 para seniors. Para saber mais, clique aqui.

  • Fica a dica: Não deixe de levar casacos pois lá em cima pode fazer frio!

2. Mitad del Mundo

Mitad del Mundo, em Quito: uma das atrações mais visitadas do Equador
Mitad del Mundo, em Quito: uma das atrações mais visitadas do Equador

A Ciudad Mitad del Mundo é a atração mais visitada do Equador. Trata-se, em verdade, de um complexo de atrações numa área ampla, que incluem museus, planetário, lojas, restaurantes e uma antiga estação de trem. Além de celebrar a sua posição geográfica, essa pequena cidade busca valorizar a cultura e as tradições equatorianas.

O destaque do complexo é o Monumento Equatorial que, supostamente, está localizado na latitude 0’ 0’ 0’, exatamente na linha do Equador, ou seja, na Metade do Mundo. O monumento tem 30 metros de altura. Você pode subir lá e ter uma vista como a da foto em destaque (acima).

Monumento Equatorial, Ciudad Mitad del Mundo, Quito, Equador
Monumento Equatorial, Ciudad Mitad del Mundo

No interior do monumento, encontra-se um incrível museu de ciências, com diversos experimentos de física relacionados à gravidade terrestre e ao eletromagnetismo. Além disso, há uma exposição sobre as diferentes paisagens do Equador: Litoral, Amazônia, Cordilheira dos Andes, Equador Insular, etc.

  • Você sabia que, devido à localização geográfica da cidade e da força centrífuga, por lá você pesará 1 kg a menos?
  • Alguns museus, como o museu do cacau ou da cerveja, na verdade, são lojas disfarçadas. No museu do cacau, há uma ilustração do processo de produção do chocolate, mas, logo em seguida, o visitante é dirigido para uma loja de produtos de cacau.
Quito, Equador: Que tal pesar um Kg a menos?
Quito, Equador: Que tal viajar e pesar um Kg a menos?

A Mitad del Mundo está localizada na Avenida Manuel Córdova Galarza KM. 13/5 SN, ao lado da sede da Unasul, na saída da cidade.

A propósito, essa avenida, juntamente com a Avenida Mariscal Sucre, são importantes vias rápidas na cidade, permitindo o deslocamento rápido, quando não há trânsito, de uma extremidade a outra de Quito.

O ingresso na Mitad del Mundo custa 5 dólares para adultos. O complexo funciona das 9 às 18hs, todos os dias do ano. Para saber mais, clique aqui.

Recomendo passar, pelo menos, 4 horas no local.

Você pode, também, almoçar por lá. Indico o restaurante Café Guayasamin. Dentre os pratos, sugiro o Churrasco, o Hambúrguer de Quinoa e o Pollo a la Naranja. São todos excelentes!

3. Centro Histórico

Praça da Independência, Centro Histórico de Quito
Praça da Independência, Centro Histórico de Quito

O centro histórico de Quito é considerado um dos mais bem preservados da América Latina, tendo sido declarado Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco em 1978. Com mais de 400 anos de existência, foi aqui onde o espanhol Sebastián de Belalcázar fundou a cidade de San Francisco de Quito em 1534.

Compreende uma área de 3,75km², com ruas estreitas, algumas delas interditadas a veículos, e edificações não muito altas.

São muitas as atrações concentradas num só local. Dentre elas, destacam-se as igrejas, o palácio presidencial, museus, as praças e lojas.

Rua no Centro Histórico de Quito, Equador
Rua no Centro Histórico: ao fundo a Basílica do Voto Nacional

Ainda que você não queira visitar nenhuma delas, vale a pena caminhar pelos calçadões e apreciar a arquitetura colonial, observar o quotidiano dos equatorianos, ver a troca da guarda presidencial etc.

Um dos principais calçadões é o da Calle Garcia Moreno.

Calle La Ronda, Centro Histórico de Quito, Equador
Calle La Ronda, Centro Histórico de Quito

No centro histórico, encontra-se, também, a Calle La Ronda, a rua mais famosa de Quito. A calle foi revitalizada e hoje é de visitação obrigatória. Por lá, o visitante encontra lojas de artesanato, cafeterias e casas coloridas nesta belíssima rua de pedras.

Recomendo que percorra o centro histórico a pé. As distâncias entre uma atração e outra são relativamente curtas, ainda que você tenha que subir uma ou outra ladeira. De fato, tem trânsito e é muito difícil encontrar onde estacionar.

Para chegar e sair de lá, sugiro pegar um Uber, é o jeito mais fácil e econômico para se deslocar em Quito.

  • O centro histórico é relativamente seguro durante o dia. Segundo informações de locais, não é recomendável, entretanto, seguir a pé até o Panecillo, um morro com a estátua da Virgem localizado nas proximidades.

Dedique, pelo menos, um dia inteiro para conhecer o centro de Quito. Há vários restaurantes e cafés na região.

4. Palácio e Museu da Presidência da República

Palácio de Carondelet, Palácio da Presidência da República do Equador
Palácio de Carondelet, Palácio da Presidência da República do Equador

Em frente à Praça da Independência, encontra-se o Palácio do Governo, também chamado de Palácio de Carondelet, nome atribuído pelo libertador Simón Bolivar.

Com mais de 300 anos, o palácio é a residência oficial do Presidente da República do Equador e a sede do governo. Durante a época colonial, o edifício era a Real Audiência da Coroa espanhola.

Para visita-lo, é necessário agendar com antecedência, o que pode ser feito por e-mail (ucultural@presidencia.gob.ec) ou pelo telefone 3827000 – ramais 7150 ou 7103.  Os horários disponíveis são de terça à domingo das 9 às 16hs.

A entrada é feita na esquina da Calle Garcia Moreno com a Calle Eugênio Espejo.

A visita é guiada, dura 1 hora e é gratuita. O guia que nos atendeu foi muito simpático. É necessário apresentar documento de identificação logo na entrada. Para brasileiros, basta apresentar o RG. O documento fica retido durante a visita. Passamos por uma verificação de segurança e as mochilas ficam no locker do palácio.

No dia em que visitamos, o percurso limitou-se à planta baixa. Não foi possível visitar o segundo piso em razão do expediente local.

A visitação ao Palácio de Carondelet abrange:

  • Painel com a história do Equador, seus principais fatos históricos e constituições.
  • Exposição sobre a Diversidade do Equador
  • Presentes recebidos pelo Presidente da República do Equador
  • Painel com fotos dos presidentes em frente a fotos de pessoas do povo
  • Exposição sobre as tradições natalinas do Equador, principais festas, vestimentas, obras de madeira, etc.
  • Painel Amazônia
  • o Pátio
Exposição de Presentes, Palácio Presidencial da República do Equador, Quito
Exposição de Presentes, Palácio Presidencial da República do Equador

Vale muito a pena visitar o Palácio. Além das diversas exposições do Museu Presidencial, você também pode apreciar uma belíssima arquitetura colonial e conhecer um pouco das tradições e história do Equador.

A troca da guarda do palácio ocorre às segundas-feiras às 11hs da manhã na Praça da Independência. É aberto a todo o público. Não deixe de apreciar essa cerimônia!

5. Igreja da Companhia de Jesus

Igreja da Companhia de Jesus, Quito, Equador
Igreja da Companhia de Jesus no centro histórico de Quito

A Igreja da Companhia de Jesus, no Centro Histórico, é, sem dúvida, uma das mais belas igrejas de Quito. Uma atração imperdível!

Quem passa por fora da Calle Garcia Moreno não tem ideia da beleza que se encontra no seu interior. O destaque é a nave central da igreja, ampla e decorada por folhas de ouro, madeira talhada e gesso dourado.

A igreja, construída pelos Jesuítas, levou 160 anos para ser completada (1605-1765) e incorporou diversos estilos arquitetônicos: Barroco, Neoclássico e Mudejar.

  • Um pouco de história: Logo após o término da Igreja, os Jesuítas foram expulsos dos reinos da Coroa Espanhola (e também da Coroa Portuguesa). Suas propriedades foram confiscadas. Houve a independência do País (1830). Em 1860, o Presidente Garcia Moreno devolveu a Igreja aos Jesuítas.

A igreja encontra-se aberta para visitação turística nos seguintes horários:

  • De 2ª. a 5ª. feira: das 9:30hs às 18:30hs
  • Sextas-feiras: das 9:30hs às 17:30hs
  • Sábados: das 9:30hs às 16hs
  • Domingos: das 12:30hs às 16hs

O ingresso custa 5 dólares por adultos. No primeiro domingo do mês, a entrada é gratuita. Para saber mais, clique aqui.

No interior da igreja, você pode contratar um guia. Também é possível assistir a missa na igreja, mas, nestes horários, os funcionários deixam bem claro que não é para fazer visitação.

Infelizmente, é proibido tirar fotos no interior da Igreja.

6. Basílica do Voto Nacional

Basílica do Voto Nacional, Quito, Equador
Basílica do Voto Nacional, Quito, Equador

A Basílica do Voto Nacional é o templo religioso que mais se destaca em Quito. Situada no alto de uma colina, no centro histórico, é possível observá-la de diversos pontos da cidade.

À medida que o visitante se aproxima, pode perceber a imponência da basílica. De fato, trata-se do maior templo neogótico do continente americano.

Levou 100 anos para ser construída, sendo inaugurada em 1988.

Nave Central da Basílica do Voto Nacional, Quito, Equador
Nave Central da Basílica do Voto Nacional, Quito, Equador

Há, basicamente, duas opções de visitação. A primeira é no interior da igreja, onde você aprecia a belíssima e gigantesca nave central.

A segunda é a subida à torre.

Na subida a torre, você conhece a parte interna da igreja, seus vitrais, aprecia uma  incrível vista de cima do templo em si e da cidade de Quito!

A subida à torre não é recomendável para idosos ou para pessoas com necessidades especiais. É necessário caminhar por um percurso de tábuas no topo da igreja e escadas metálicas quase verticais, não muito confortáveis.

  • Uma curiosidade: algo que me chamou a atenção, visitando a parte externa da basílica, é que há, inclusive, um campo de futebol de salão dentro do complexo.

A visitação pode ser feita de 2ª. a 6ª. feira, das 9 às 17hs, e, nos finais de semana, das 6 às 18:30hs. O preço do ingresso é de 2 dólares americanos. Para saber mais, clique aqui.

7. Outras atrações de Quito

Catedral Metropolitana de Quito

Catedral Metropolitana de Quito, Equador
Catedral Metropolitana de Quito, Equador

Erguida entre 1545 e 1572 e reconstruída várias vezes, a Catedral é a sede da Arquidiocese de Quito. Está localizada na praça da independência, ao lado do Palácio do Governo. Atualmente, funciona como um museu de artefatos religiosos.

Museu Numismático

É um museu localizado no antigo edifício do Banco Central do Equador ao lado da Igreja da Companhia de Jesus. O museu apresenta a história da moeda do Equador até a dolarização. Você encontrará não apenas as espécies monetárias raras, mas outras histórias paralelas: processos políticos, artísticos, econômicos e financeiros vivenciados no país. Além disso, há uma seção destinada à exposição filatélicos (selos).

El Panecillo

É um morro localizado nas proximidades do centro histórico de Quito. Por lá, encontra-se um monumento de 45 metros de altura, a chamada Virgem del Panecillo. O local é ideal para ter uma vista de Quito. É recomendável subir o morro de Uber ou de Taxi, e não à pé. O sinal de celular no topo da montanha é ruim.

Parque la Carolina

É um parque de 670 mil m² localizado no distrito financeiro de Quito. Conta com quadras e um belo jardim botânico. Uma excelente opção de lazer na cidade.

Museu da Cidade de Quito

Localizado num antigo hospital, o San Juan de Dios, no centro histórico, o museu retrata a história da cidade, bem como, os 400 anos de existência do hospital. O edifício foi declarado Patrimônio Mundial pela Unesco.

Igreja de São Francisco

Igreja de São Francisco, Quito, Equador
Igreja de São Francisco, Quito

É considerado um dos maiores complexos arquitetônicos do centro histórico. Oriunda de uma mescla de estilos arquitetônicos, a igreja levou 150 anos para ficar pronta. Está situada em frente a uma praça, que funcionou como um mercado popular. Dentro da Igreja, há mais de 3.500 peças de arte colonial.

Igreja El Sagrario

Localizada ao lado da Catedral Metropolitana de Quito, a igreja é um dos principais símbolos arquitetônicos da era colonial. É muito bonita. A entrada é gratuita.

Quicentro

É um shopping center localizado nas proximidades do Parque la Carolina. É um shopping grande, muito bonito e com uma grande variedade de lojas, restaurantes e, ainda, supermercado.

Resumindo…

Conhecer Quito foi uma grata surpresa, seja pela simpatia e simplicidade do povo, seja pelas incríveis atrações turísticas. Como você pode ver, muitas destas atrações são igrejas, relevando a religiosidade do povo equatoriano, e boa parte delas, está localizada no centro histórico.

Recomendo passar de 3 a 4 dias, sendo, pelo menos um, na região central.

Quito não é uma cidade barata pois a moeda do país é o dólar, mas, também, não quebra nenhum orçamento. A hospitalidade do povo é uma grande recompensa ao visitante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

>>