Assunção, capital do Paraguai, não costuma estar nos roteiros turísticos dos brasileiros, nem é o paraíso das compras como Ciudad del Este. Entretanto, se você estiver fazendo um roteiro pela América do Sul, vale a pena passar 2 ou 3 dias na cidade.

Um dos pontos positivos da cidade é que ela é relativamente barata para o turista. A maioria das atrações é gratuita e os preços dos serviços não são caros.

Neste post, vamos falar sobre as 11 principais atrações de Assunção. Boa parte delas está situada no centro histórico da cidade. Portanto, recomendo reservar um dia inteiro por lá. Confira!


Sobre o Paraguai, leia também:


1. Museu Casa da Independência

Casa da Independência, Assunção
Casa da Independência, Assunção

A Casa da Independência era o local onde se reuniam secretamente os principais protagonistas da independência do Paraguai.

Foi ali que surgiram aqueles que tomariam os quartéis e que exigiriam a rendição do Governador Espanhol Bernardo de Velasco.

Dentre os protagonistas da Independência, destaca-se o Capitão Pedro Juan Caballero, primo dos donos da Casa da Independência e que comandou a Revolução de Maio de 1811. Atualmente, uma cidade vizinha a Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul, recebeu o seu nome em homenagem ao capitão.

À época, o Paraguai integrava o Vice-Reino do Rio da Prata, com sede em Buenos Aires. O movimento significou, assim, uma independência tanto do império espanhol, quanto da Junta de Buenos Aires.

A casa é um local de importância histórica para os paraguaios. Foi restaurada e convertida em museu em 1965. Contém objetos, documentos históricos, mobília e pinturas dos principais protagonistas da independência.

Entretanto, senti falta de murais com explicações históricas. Vale ler um pouco sobre a história do Paraguai antes de visitá-la.

A entrada é gratuita e o museu está aberto de segunda à sexta das 8 às 18hs e aos sábados das 8 às 13 h. Está localizado no centro de Assunção, na esquina das Calles 14 de Mayo e Pdte Franco, próximo à Galeria Palma.

2. Museu Ferroviário

Museu Ferroviário, Assunção
Museu Ferroviário, Assunção

O Museu Ferroviário está localizado numa antiga estação ferroviária, destacando-se na paisagem urbana do centro histórico de Assunção. Por lá, o turista conhece as antigas bilheterias, as unidades administrativas da estação, os relógios, telégrafos e outros objetos históricos.

Para quem não sabe, as ferrovias do Paraguai foram implementadas pelo Presidente Carlos Antônio Lopez (pai do Solano Lopez) a partir de 1854. Daí vem o nome da estação.

Vagão no Museu Ferroviário de Assunção
Vagão no Museu Ferroviário de Assunção

No interior da estação, encontra-se uma locomotiva a vapor e um antigo vagão de passageiros, que podem ser visitados.

  • Fica a dica: Atualmente, os turistas podem fazer o trecho Assunção – Areguá nos finais de semana num trem movido a lenha.

O museu é interessante, mas senti certa desorganização e falta de conservação do edifício e de alguns dos seus objetos. A escada que dá acesso ao vagão, por exemplo, está quebrada. Cuidado! Entretanto, a vista externa da estação é muito bonita e imponente!

Quem gosta de trens, ao visitar um museu ferroviário tem sentimentos ambíguos. Por um lado, a alegria de ver essas incríveis máquinas e suas estações, por outro, a sensação de tristeza por ver que essa época dificilmente vai voltar aqui na América do Sul.

É uma das poucas atrações pagas da cidade. O ingresso custa 10 mil guaranis para estrangeiros (R$ 7). O museu está localizado no centro, em frente à Plaza Uruguaya.

3. Centro de Artes Visuales Museo del Barro

Museo del Barro, Assunção, Paraguai
Museo del Barro, Assunção

Na minha opinião, o “Museo del Barro” é a principal atração turística de Assunção (n°2 no ranking do Tripadvisor – Certificado de Excelência). A qualidade do acervo, das exposições e das instalações do centro destacam-se em relação aos demais pontos de interesse de Assunção.

O museu é administrado por uma entidade sem fins lucrativos, que recebe apoio da Fundação Itaú. Seu objetivo é o desenvolvimento das artes visuais no Paraguai e na América Ibérica, bem como, expor o caráter pluricultural e multiétnico do país.

Boa parte do acervo é composta, como o próprio nome indica, de artefatos de barro.

Entretanto, o museu é composto, em verdade, por três museus distintos:

  • o Museu de Barro, que contempla criações das comunidades de camponeses;
  • o Museu de Arte Indígena, que reflete expressões artísticas de diversos grupos nativos do Paraguai; e
  • o Museu Paraguaio de Arte Contemporânea, dedicado à arte urbana, com obras de artistas modernos do Paraguai e da América Latina.
Obra Torres Gêmeas, Museo del Barro, Assunção
Obra Torres Gêmeas, Museo del Barro, Assunção

Confesso que visitar o Museo del Barro foi uma ótima surpresa! Me chamou a atenção, em especial, a obra “Torres Gêmeas” feita com peças de automóveis e de computador.

A entrada é gratuita. O museu está aberto de quartas aos sábados, das 9 às 12h e das 15:30 às 20 h. Está localizado numa rua próxima ao edifício da Petrobras, não muito distante do Shopping Paseo de la Galeria.

4. Museo del Inmigrante

Museo del Inmigrante, Asunción
Museo del Inmigrante, Asunción

O Museu do Imigrante é dedicado à história da imigração no Paraguai e aos imigrantes quer participaram da formação do país. Expõe documentos, vestimentas e objetos de imigrantes da Itália, Espanha, Alemanha, França, Rússia, Coreia, Brasil, Argentina, dentre outros países. Para cada um desses países, há explicações sobre como os imigrantes se instalaram no Paraguai.

Logo na entrada, há um mapa do Paraguai com a localização das principais colônias rurais e urbana desde 1855 a 2008.

O museu é pequeno, não se compara ao Museu do imigrante de São Paulo. Mesmo assim, vale a visita, especialmente no atual contexto mundial, em que se nota um crescimento da xenofobia e dos movimentos anti-imigração em vários países.

A entrada é gratuita e o museu está localizado no primeiro piso do Centro Cultural de la República El Cabildo.

5. Panteão Nacional dos Heróis

Panteão Nacional dos Heróis
Panteão Nacional dos Heróis

O Panteón Nacional de los Héroes é um monumento em homenagem aos personagens da história e da cultura paraguaia. Trata-se de uma “réplica” do Le Pantheón de Paris. Lá, repousam os restos mortais de alguns  dos “heróis” da história paraguaia, guardados por soldados logo na entrada.

O monumento começou a ser construído por Solano Lopez em 1863 originalmente como um templo religioso. Nesse período, houve a Guerra do Paraguai e a edificação só foi concluída em 1936.

Panteão Nacional dos Heróis
Panteão Nacional dos Heróis

Trata-se de um edifício com uma bela arquitetura. Vale a visita!

O Panteão está situado na Calle Palma, no centro de Assunção. É de fácil acesso e entrada gratuita.

6. Manzana de la Riviera

Entrada do Centro Cultural Manzana de la Riviera
Entrada do Centro Cultural Manzana de la Riviera

O Centro Cultural Carlos Colombino – Manzana de la Riviera é um conjunto de 9 casas da época colonial, ocupando quase um quarteirão, que foram restauradas e transformadas pela municipalidade de Assunção em diversos museus, especialmente, de arte.

Manzana em espanhol significa quarteirão (e não somente maça).

O espaço cultural compreende biblioteca, um museu da memória da cidade, mostras de arte e espaços para recitais, espetáculos de teatro, dança e lançamento de livros.

Manzana de la Riviera
Manzana de la Riviera

Pessoalmente, me encantou uma mostra na Casa Castelví com projeções de pessoas que se levantavam periodicamente das pinturas nas paredes.

Para quem visita o centro, uma dica é tomar uma cerveja gelada no final da tarde no Bar da Casa Clari e apreciar a vista noturna do Palácio de los Lopez.

O centro cultural está aberto das 8 às 20hs e a entrada é gratuita.

7. Palacio de los Lopez

Palacio de los Lopez, Asunción
Palacio de los Lopez, Asunción

O que mais me chamou atenção em Asunción foi a sede do Governo da República do Paraguai, o Palacio de los López. A belíssima construção fica às margens da Avenida Costanera e da Baia de Assunção, no Rio Paraguai. O edifício foi construído em 1857, em estilo Neoclássico, pelo conhecido ditador Francisco Solano Lopez, que nunca chegou a habitá-lo.

O projeto costuma ser atribuído ao engenheiro húngaro Francisco Wisner e os materiais vieram de várias partes do país. Entretanto, tanto a mobília, quanto a decoração vieram da Europa.

  • Na Guerra do Paraguai, o palácio, que estava quase finalizado, foi bombardeado por uma esquadra brasileiro-argentina. Ornamentos e mobílias foram saqueadas e levadas ao Brasil. Durante 7 anos, o palácio foi ocupado por forças brasileiras que, ao final, deixaram o edifício em total abandono. Essa guerra foi muito triste!

Foi Juan Gualberto González (1890-94) quem ordenou a reforma do palácio para uso como sede do Governo.

Infelizmente, não existe um tour para visitação ao Palácio, mas apreciá-lo de fora já vale muito a pena.

 8. Catedral Metropolitana de Assunção

Catedral Metropolitana de Assunção
Catedral Metropolitana de Assunção

A Catedral Metropolitana é o principal templo católico em Assunção, localizado no centro histórico. Foi construída em 1845 e é dedicado à Virgem de Assunção, a patrona da cidade. Vale uma visita rápida. Está localizada nas proximidades do Museu Ferroviário e do Centro Cultural de La República El Cabildo.

Catedral Metropolitana de Assunção
Catedral Metropolitana de Assunção

9. Centro Cultural de la República – El Cabildo

Centro Cultural de La República
Centro Cultural de La República

O Centro Cultural de La República está localizado no antigo “Cabildo” da cidade de Assunção. A cidade de Nossa Senhora de Assunção teria sido fundada no século XVI neste local. Posteriormente, o edifício foi ocupado pelo Congresso Nacional do Paraguai.

Os cabildos eram corporações municipais criadas nas colônias espanholas encarregadas da administração das cidades. O Cabildo era um órgão onde os habitantes, especialmente, as elites locais, tratavam os problemas da municipalidade (fonte: wikipedia).

O centro cultural é composto por várias salas outorgadas a diferentes museus da cidade: Sala del Barro, Sala del Arte Sacro, Sala Guido Boggiani, Sala de la Música, Sala del Cabildo. Ademais, o centro conta com duas salas de exposição temporária.

Estas salas ficam no piso térreo. Quando as visitei, encontrei uma exposição sobre tecidos paraguaios e arte indígena.

Antigo Senado do Paraguai
Antigo Senado do Paraguai

No primeiro piso, você pode conhecer o plenário do antigo Senado paraguaio, bem como, o Museu do Imigrante já mencionado.

A entrada é gratuita. O Centro Cultural da República fica na Av. da República próximo às Plaza del Congreso e à Plaza Juan de Salazar.

10. Calle Palma

A Calle Palma é a principal rua comercial do centro de Assunção. Por lá, você encontra várias lojas, casas de câmbio, restaurantes e praças. O Panteão dos Heróis também está localizado nessa rua. Nas proximidades da Calle Palma, estão algumas atrações como a Casa de la Independencia, a Manzana de la Riviera e a Catedral.

Vale dar uma caminhada pelo local. Os preços por lá costumam ser mais em conta que nos Shoppings Centers. Não deixe de experimentar o sorvete da Doña Angela!

11. Museu do Futebol Sul-americano

O Museo del Fútbol Sudamericano não fica em Assunção, mas em Luque, na Região Metropolitana ao lado do Aeroporto Internacional.

Trata-se de um museu temático do futebol, com exposições sobre as Copas organizadas pela FIFA e pela CONMEBOL, tais como, a Copa Libertadores da América. Contempla, dentre outros, troféus, fotos, uniformes e vídeos. O enfoque é obviamente no futebol sul-americano.

As visitas são guiadas e tem duração aproximada de 50 minutos. É importante fazer reserva antecipada.

O museu está aberto ao público de 2ª. a 6ª. feira, das 8 às 16h, e sábados das 8 às 12h. A entrada é gratuita. O telefone para reservas é +595 21 645781. Para fazer um tour virtual no museu ou obter mais informações, clique aqui.


Espero que você tenha uma excelente viagem a Assunção!

Apaixonado por viagens e por fotografia. Começou a descobrir o mundo há 10 anos e já visitou 71 países. Gosta de caminhar a esmo pelas cidades mundo afora, observando as pessoas, as comidas, as construções e a arquitetura. É formado em Engenharia e Direito.

Escreva seu Comentário

Pin It