Évora é uma das cidades de maior importância histórica em Portugal. Sua povoação remonta à antiguidade romana. De fato, quem visita Évora se depara com um Templo Romano (foto acima) no centro histórico, que já foi declarado Patrimônio Mundial pela Unesco.

Situada no Alentejo, Évora também é uma região famosa por suas vinícolas.

Como chegar a Évora?

Acordamos cedo e caminhamos até a estação Entrecampos para pegar o comboio para Évora (trem). Já havíamos comprado os bilhetes no dia anterior.

  • Os tickets custam 12,20 Euros cada trecho na 2ª. Classe. Há descontos para estudantes, menores de 16 anos e idosos.  A duração do trajeto é de 1h30 minutos. Ao pegar o trem em Portugal, observe o número de sua carruagem (vagão) e do seu assento.

Choveu o dia todo durante a nossa permanência em Évora, mas, ainda assim, conseguimos aproveitar um pouco a cidade.

Capela dos Ossos

Entrada da Capela dos Ossos, Évora
Entrada da Capela dos Ossos

A estação de comboio de Évora fica a 15 minutos de caminhada da Capela dos Ossos, que, na nossa opinião, é a principal atração da cidade.

Ossos na Capela dos Ossos
Ossos na Capela dos Ossos

A Capela tem suas paredes e pilares decorados com ossos e crânios provenientes de cemitérios e conventos na cidade.

Nós ossos que aqui estamos pelos vossos esperamos, Évora
Nós ossos que aqui estamos pelos vossos esperamos
  • Foi construída por iniciativa de monges, no Século XVII, sob o espírito da contra-reforma promovida pela Igreja Católica. Na sua entrada, a inscrição “Nós ossos que aqui estamos pelos vossos esperamos”, ressalta a transitoriedade da vida (Fonte: Wikipedia).

É simplesmente lindíssima, fantástica! Imperdível!

Pilar feito de ossos, Capela dos Ossos, Évora
Pilar feito de ossos, Capela dos Ossos, Évora

Ao lado, encontra-se a Igreja de São Francisco, que também vale uma pequena visita.

Botequim da Mouraria

Entrada do Botequim da Mouraria, Évora
Entrada do Botequim da Mouraria

Quase meio-dia, fomos a caminho do Botequim da Mouraria, que está em primeiro lugar na cidade no ranking do TripAdvisor. O restaurante abre às 12:30hs e só tem 10 lugares num balcão. É um restaurante familiar, sendo que o atendimento é feito pelo Sr. Domingos e sua esposa fica responsável pela cozinha.

 

Botequim da Mouraria, Évora
Botequim da Mouraria

Formam-se filas nas portas do restaurante antes da abertura e o esforço é recompensado. Participamos de uma verdadeira “orgia gastronômica”. No meu caso, experimentei o bacalhau acompanhado do vinho.

A conta foi 21 Euros por pessoa, já incluída a gorjeta.

Catedral da Sé de Évora

Catedral da Sé de Évora
Catedral da Sé de Évora

Fomos, então, visitar a Catedral da Sé de Évora, que tem várias opções de tickets de acordo com as atrações: museu de arte sacra; claustro (um pátio no interior de um convento); terraço; e interior da catedral (naves).

Pagamos 4,50 Euros para visitar todas as atrações.

Vale a visita. A catedral tem uma bonita arquitetura. O Museu de Arte Sacra conta com diversas obras religiosas, tais como: quadros, esculturas, castiçais e etc. A visita ao terraço também é interessante, pois a catedral fica num dos pontos mais altos da cidade, o que proporciona uma agradável vista da cidade.

Muralhas de Évora

Muralhas de Évora
Muralhas de Évora

Como a chuva estava muito forte, resolvemos retornar a Lisboa. O próximo tem partia às 16:56hs. Para voltar à estação, fizemos um caminho passando pelas Muralhas de Évora.

Ainda ficou faltando…

Ainda ficou faltando visitar algumas atrações de Évora, bem elogiada pelos turistas, tais como:

  • o Museu de Évora, que contempla mais de 20 mil peças de pintura, escultura e arqueologia;
  • o Aqueduto de Água de Prata, uma obra de engenharia construída no século XVI para o abastecimento da cidade;
  • o Convento dos Loios, um convento construído no século XV sobre um antigo castelo medieval;
  • o Palácio de D. Manuel, antigo palácio real;
  • a Rota dos Vinhos do Alentejo (Sala de Provas), onde é possível provar os melhores vinhos do Alentejo.

Quer saber os principais monumentos de Évora, seus horários de funcionamento e preços? Clique aqui.

Infelizmente, vamos ter que deixar para uma próxima oportunidade.

Restaurante O Talho, em Lisboa

Restaurante O Talho
Restaurante O Talho

À noite, já em Lisboa, fomos jantar por indicação de um amigo português no Restaurante “O Talho”, ao lado do El Corte Inglês.

Sobremesa no Restaurante O Talho
Sobremesa no Restaurante O Talho

O restaurante do Chef Kiko tem pratos deliciosos e excelente atendimento. Entretanto, o preço não é tão barato quanto o dos restaurantes familiares. Mas, ainda assim, vale à pena! É recomendável fazer reserva de mesa.

Author

Apaixonado por viagens e por fotografia. Começou a descobrir o mundo há 10 anos e já visitou 71 países. Gosta de caminhar a esmo pelas cidades mundo afora, observando as pessoas, as comidas, as construções e a arquitetura. É formado em Engenharia e Direito.

Write A Comment

Pin It