No nosso último dia em Portugal, ficamos em Lisboa. Era sábado e começamos visitando a atração n°1 de Lisboa, segundo o ranking do Tripadvisor.

Pegamos o metro até a Estação Oriente, que é também uma das principais estações de comboios de Lisboa. Saindo da estação, passamos pelo Centro Comercial Vasco da Gama, um shopping center em frente à estação, e caminhamos pelo Parque das Nações até chegar ao Oceanário de Lisboa.

Oceanário de Lisboa

Tubarão no Aquário de Lisboa
Tubarão no Aquário de Lisboa

Inaugurado em 1998, o Oceanário de Lisboa é um aquário público de referência internacional, capaz de encantar adultos e crianças.

O prédio do aquário, de formato quadrangular, é composto de 2 pisos, com um aquário central, com 5 milhões de litros de água salgada, e aquários e exposições nos quatro cantos do edifício.

  • A visita desenrola-se em dois níveis, o terrestre e o subaquático, atravessando as águas temperadas, tropicais e frias dos diferentes oceanos do planeta. É possível observar espécies aquáticas de todas as regiões do mundo, inclusive da Antártica.

As exposições permanentes contemplam aves, invertebrados, peixes, anfíbios, mamíferos, plantas e algas.

O oceanário é simplesmente fantástico e justifica o título de atração n° 1 de Lisboa no ranking do Tripadvisor.

O ingresso custa 14 Euros para a exposição permanente. Reserve de 2 a 3 horas para visitar o oceanário.

Teleférico de Lisboa

Teleférico no Parque das Nações, Lisboa
Teleférico no Parque das Nações, Lisboa

Ao lado do Oceanário, encontra-se o teleférico de Lisboa, chamado Telecabine Lisboa. É um teleférico que percorre um trecho de 1,2 km ao longo do Rio Tejo e que permite ter uma bela vista do Parque das Nações, da Ponte Vasco da Gama e do próprio rio.  Custa 3,95 Euros o trecho só de ida e 5,90 Euros ida e volta. O trajeto dura de 8 a 12 minutos. Mais informações, clique aqui.

Nesse dia, o tempo estava muito ruim e não pudemos fazer o trajeto de teleférico. Entretanto, já fiz em outra oportunidade e acho que vale a pena.

Restaurante Crisfama

Restaurante Crisfama
Restaurante Crisfama

Saindo do oceanário, fomos almoçar (novamente) no restaurante Crisfama, no bairro de Alfama. Fizemos a reserva por telefone e pegamos um UberX para o restaurante.

Restaurante Crisfama
Restaurante Crisfama

Após uma “orgia” gastronômica (salmão delicioso e vinho), pegamos um UberX para o hotel para um rápido descanso.

El Corte Inglés

Mais tarde, fomos fazer algumas compras no El Corte Inglês (estação São Sebastião – linha azul) nas proximidades do hotel. Destaque para os eletrodomésticos que tinham preços vantajosos para os brasileiros, mesmo com a alta cotação do Euro.

Para quem não sabe, o El Corte Inglés é uma imensa loja de departamentos, com vários andares, presente em várias localidades da Espanha e Portugal.

Não esqueça de solicitar o seu “TAX REFUND” e, fique atento pois, geralmente, a loja oferece um cupom de desconto para as suas próximas compras…  como esse cupom comprei um pequeno estoque de chocolates para trazer para o Brasil.

Livraria Bertrand

Livraria Bertrand, Lisboa
Livraria Bertrand, Lisboa

Em seguida, fomos visitar o Largo de Camões, no bairro Chiado, além de comprar alguns livros na livraria mais antiga do mundo (Bertrand) e na FNAC no Armazens do Chiado, um pequeno centro comercial ao lado da estação de metro Baixa Chiado.

No dia seguinte, domingo, acordamos de madrugada para pegar o voo para o Brasil. Era hora de partir!

Resumindo

Portugal, em especial a cidade de Lisboa, vai deixar saudades, pela gastronomia, pelo bom atendimento, pelos ótimos meios de transporte, pelos lugares interessantes, pelos museus, miradouros, igrejas, ruas antigas, e, acima de tudo, pela facilidade de se relacionar com os portugueses.

Para o turista brasileiro, Lisboa não fica atrás das demais capitais europeias, como Londres, Paris, Berlim, e, ainda, tem a vantagem de ser mais barata.

Esses foram nossos relatos de viagem a Portugal. Espero que tenham gostado. Até a próxima viagem!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

>>>