Quem nunca ficou em um hotel ruim? Por melhor que seja o destino, a hospedagem representa uma boa parcela da sua experiência de viagem. Uma acomodação ruim pode tornar a sua viagem desagradável ou, pelo menos, desconfortável. Escolher a acomodação faz parte do planejamento da viagem e você deve dar a devida atenção a essa tarefa.

São vários os critérios para você escolher um bom hotel ou uma boa acomodação. Para alguns, a localização e o preço podem ser os fatores determinantes. Para nós, a avaliação é o ponto de partida. De qualquer forma, sempre há um trade-off entre preço, qualidade e localização.

Não há certo ou errado em priorizar um ou outro critério, pois cada um tem suas preferências. Um bom hotel é aquele que atente às suas necessidades e ao seu bolso.

Veja abaixo os critérios para ajudá-lo a não errar na sua escolha.

1. Tipo de Acomodação

A primeira tarefa na escolha da hospedagem é decidir o tipo de acomodação. O tipo de acomodação mais adequado depende do seu orçamento, da sua idade, do seu estilo de viagem, da sua companhia e do tempo que você pretende passar no destino.

Hotel

Costa del Sol Wyndham Lima City
Costa del Sol Wyndham Lima City

Hotel  é o tipo de acomodação onde o hóspede dispõe de um quarto mobiliado e de alguns serviços. Os hotéis podem  ser dos mais variados tipos e são classificados em categorias (1 a 5 estrelas) que se relacionam com os serviços e facilidades oferecidas aos hóspedes. Como regra, recomendo ficar em hotéis, pois é um tipo de acomodação que oferece um bom mix de conforto, serviços e preço.

É muito agradável ficar em hotéis com boa estrutura, com piscinas, academias ou saunas. Mas, a primeira pergunta que se deve fazer é se efetivamente vai usar essa estrutura. Se não, estará pagando mais caro à toa. Se você vai caminhar o dia inteiro pela cidade e vai chegar só à noite para dormir, um hotel de 3 estrelas está ótimo.

Resort

Piscina Principal, Serrambi Resort, Pernambuco
Serrambi Resort/PE

Resort é um tipo de acomodação com estrutura completa (piscina, academia, quadras, restaurantes, etc) e vários serviços  e atividades recreativas para os hóspedes. É ideal para quem quer descansar e não se preocupar com “nada”, notadamente acompanhado de sua família e/ou de crianças.

Os resorts costumam ser afastados dos centros urbanos e próximos às praias, o que exige que você fique por ali a maior parte da sua viagem. Por serem afastados, os resorts tendem a cobrar mais caro pelos serviços ou produtos não incluídos na sua tarifa.

Podem oferecer vários regimes de alimentação (café da manhã, meia-pensão ou all inclusive). Obviamente, num mesmo hotel, o regime all inclusive sairá mais caro que os outros regimes.

Antes de optar por um resort, analise o custo-benefício da sua escolha. Como falei, você poderá estar pagando por uma estrutura sem utilizá-la ou por alimentos e bebidas que não irá consumir. Não vá para um resort pensando “Já que eu paguei, vou comer e beber tudo o que puder”, pois assim você estará usando o resort como um “spa às avessas”, voltando para casa com alguns quilos a mais.

Além disso, pense se você quer mesmo ficar num único lugar por tanto tempo. Será que é esse o seu estilo de viagem? Ou você vai querer fazer day trips ou ainda, conhecer as atrações da cidade, que são distantes do resort? Pessoalmente, acho que ficaria, no máximo uns 3 dias num resort.

Pousada

Pousada das Carvalhadas, Pirenópolis
Pousada das Carvalhadas, Pirenópolis/GO

Pousada é um tipo de acomodação mais simples e econômica. A pousada pode ser composta por uma única construção (casa antiga) com, no máximo, 3 andares, ou de alguns chalés. Quanto aos serviços, as pousadas, via de regra, oferecem apenas alojamento e alimentação.

As pousadas pequenas costumam ser familiares e ter um atendimento mais informal e mais acolhedor. Em cidades turísticas menores, é comum encontrar apenas pousadas disponíveis (ou hotéis com “cara” de pousadas).


Guesthouse Plitvice Hills, Croácia
Guesthouse Plitvice Hills, Croácia

Uma das melhores pousadas que já ficamos foi na Guesthouse Plivice Hills, nas proximidades dos Lagos Plitvice, na Croácia. O casal croata e seu filho fizeram de tudo para que a nossa estadia fosse a melhor possível, além de dar importantes dicas sobre o Parque Nacional. No Booking.com, a nota da Guesthouse é 9,9, mas, sinceramente, acho que deveria ser superior a 10!


Hostel

Beliches em Hostels
Beliches em um Hostel (créditos: cottonbro/Pexels)

Hostel (albergue) é um tipo de acomodação ideal para quem é jovem, mochileiro e viaja sozinho. No hostel, além de gastar relativamente pouco, você tem a oportunidade de conhecer pessoas da sua faixa etária e que, ainda, podem te fazer companhia para conhecer aquela localidade.

Os quartos nos albergues costumam ser coletivos, podendo ser mistos ou só para mulheres. Os banheiros também são compartilhados. Em alguns hostels, você pode encontrar quartos individuais e/ou com banheiros privativos, mas a diária é mais cara.

Apartamento

Apartamento é uma opção adequada para quem quer passar muito tempo numa mesma localidade (mais de 1 semana), pois é o tipo de hospedagem mais econômico. Ficar num apartamento também é ideal para quem gosta de cozinhar ou quer economizar com as refeições. Se você precisa lavar roupas durante a viagem ou trabalhar a distância, ficar num apartamento pode ser a melhor alternativa.

O Apart-hotel é um tipo de acomodação que une algumas características do apartamento e do hotel. Além de ter vários cômodos (sala de estar, cozinha, quarto), o apart-hotel conta com os serviços de um hotel, tais como, recepção e alimentação. Também é uma opção para quem quer ficar muito tempo numa mesma localidade.


A despeito dessas indicações, é sempre importante comparar os preços de cada tipo de acomodação. É muito comum, por exemplo, encontrar apartamentos com preços mais caros que as diárias de hotéis. Nesse caso, se você não pretende cozinhar, pode tranquilamente ficar num hotel vários dias, aproveitando o serviço e o conforto que um hotel lhe oferece. Em algumas localidades, também é comum encontrar diárias em hostels compatíveis com as diárias de hotéis.


2. Nota da Acomodação

Se você tem menos de 30 anos, provavelmente, não sentiu na pele a dificuldade de escolher um bom hotel, pousada ou hostel antes do surgimento dos sites de hospedagem.

Naquela época, para fazer uma reserva, tínhamos que consultar os guias de viagem que traziam poucas informações sobre as acomodações: a categoria do hotel, uma pequena descrição e a faixa de preço. Em outras vezes, consultávamos agentes de viagem que, ora indicavam boas acomodações, ora indicavam hospedagem terríveis.

Hoje em dia, os sites de hospedagem disponibilizam notas atribuídas pelos hóspedes para cada acomodação, o que ajuda em muito no processo de escolha dos outros viajantes.

Nota da Pousada Aromas de Penedo, Booking.com
Nota da Pousada Aromas de Penedo no Booking.com

Como é feita a avaliação? Após o checkout, o hóspede recebe um e-mail do site, convidando-o a avaliar a acomodação, sob vários aspectos, inclusive um campo de texto livre para comentar sobre a sua experiência. Disso resulta uma nota que é atribuída ao estabelecimento. A média das notas da acomodação aparece em destaque no site e pode variar com o tempo, ou seja, a hospedagem pode melhorar ou piorar com o tempo.


Essas avaliações, feitas de forma contínua, reduzem a assimetria de informação, permitindo que o cliente saiba de antemão aquilo que está contratando. Observe que saber apenas a categoria do hotel não é suficiente. Um hotel 5 estrelas com nota 7,0, por exemplo, pode ser pior que um hotel 4 estrelas com nota 9,0.

Particularmente, gosto bastante das avaliações disponíveis no Booking.com, com notas que variam de 0 a 10. Geralmente, seleciono hospedagens no Booking com notas acima de 8,0 ou de 9,0, dependendo da localidade. 

A maioria dos sites de reserva de hospedagem, além do próprio Google e do Tripadvisor, disponibiliza algum tipo de avaliação de hospedagens, com notas geralmente variando de 0 a 5.

É importante ressaltar que escolher uma hospedagem com nota alta não exclui os riscos de você pegar uma acomodação ruim ou ter uma péssima experiência por lá, mas reduz significativamente essa possibilidade.

3. Comentários dos hóspedes

Comentário sobre a Pousada Aromas de Penedo no Booking.com
Comentário publicado no Booking.com

A nota é um importante parâmetro para a escolha da hospedagem, mas ler os comentários dos hóspedes é fundamental. É através dessas avaliações que você poderá sentir como a hospedagem é na realidade.

Particularmente, gosto de ler os comentários dos hóspedes no Booking.com, pois apresentam os pontos positivos e os pontos negativos da acomodação.  Ademais, as avaliações são segmentadas por tipo de viajante (famílias, casais, viajantes individuais, grupos, etc.), o que pode ajudá-lo a entender se você deve ficar naquele hotel ou não.

Comentário sobre Pousada publicado no Tripadvisor
Comentário sobre hotel publicado no Tripadvisor

Mas, você pode consultar os comentários em outros sites como o Tripadvisor, o Hoteis.com e o Google.

Selecione os comentários mais recentes, para que tenha uma visão mais atual da acomodação. Há hotéis que já foram bons e pioraram com o passar do tempo e outros que melhoraram seu atendimento, fizeram reformas e tornaram-se opções melhores para os hóspedes.

Ao ler os comentários, fique atento em aspectos como limpeza, atendimento, comodidades (a piscina pode estar fechada) e sobre as reclamações dos hóspedes (barulho, problemas de manutenção, etc.).  Algumas dessas podem ser meras “frescuras” dos hóspedes, outras podem ser toleráveis.

Numa das avaliações, o hóspede dizia que, no hotel,  as cascas das frutas do café da manhã não eram cortadas.

Portanto, não se apegue muito a essas reclamações. Analise se realmente elas podem afetar a sua experiência.

Eventualmente, nos comentários você encontra algumas dicas interessantes para quem vai se hospedar naquela acomodação. Já encontrei, por exemplo, dicas de restaurante nas proximidades, dicas de como chegar à acomodação e até algumas facilidades ou serviços do hotel que tinham me passado despercebidos.

4. Localização

A localização é um dos principais critérios para escolha de um bom hotel. Você pode, inclusive, escolher primeiro uma área para se hospedar e depois procurar hotéis bem avaliados nessa região.

O ideal é que você se hospede próximo às principais atrações turísticas e aos bares e restaurantes, minimizando seus deslocamentos. Assim, você evita o trânsito nas grandes metrópoles e, consegue conhecer as atrações com mais tranquilidade.

  • Dica: marque as atrações que pretende visitar no Google Maps e verifique onde os principais pontos de interesse estão concentrados.  Analise a viabilidade de ficar nessa região.

Para quem gosta de passear à noite à vontade, também recomendo ficar próximo aos locais mais badalados da cidade. Pode ser uma orla numa cidade litorânea ou uma rua ou calçadão onde as pessoas se reúnem.

Em geral, ficar bem localizado significa pagar mais caro. Ademais, nem sempre os hotéis bem localizados são bem avaliados. Por isso, alguns preferem ficar mais distantes da região de interesse e pagar menos ou se hospedar com mais conforto nos arredores. A decisão, entretanto, é pessoal. Vai do gosto de cada um.

Mas, se optar por ficar afastado, verifique os meios de transporte disponíveis. É importante que você fique perto de uma estação de metrô (ou de outro meio) que permita você chegar rapidamente aos pontos de interesse. Caso contrário, o tempo que você vai perder no deslocamento vai tornar a sua viagem muito mais cansativa e você ainda pode não aproveitar o melhor daquele destino turístico.

Em qualquer caso, procure saber se o local é seguro. Nos comentários dos hóspedes, você pode encontrar essa informação. Utilize também o Google Street View para conhecer os arredores do seu hotel.

5. Preço

De que adianta encontrar um hotel maravilhoso, bem localizado, se o preço é absurdo? É o que acontece, por exemplo, em alguns destinos como em Manhattan (Nova Iorque), Paris ou Londres.

Filtro de Resultados por Preços no site Booking.com
Filtro por preço no Booking.com

Se o preço é um fator preponderante para você,  fixe um valor-teto para a diária e comece a pesquisar a sua acomodação a partir daí, selecionando as acomodações melhor avaliadas e localizadas. A maior parte dos sites de hospedagem permite que você selecione uma faixa de valores ao pesquisar a sua acomodação.

  • Sinceramente, se não conseguir encontrar uma boa acomodação por um bom preço, repense o próprio destino. O mundo está cheio de lugares interessantes e baratos!

6. Comodidades

Piscina do Hilton Luxor Resort & Spa, Egito
Piscina do Hilton Luxor Resort & Spa, Egito

Resorts e hotéis de categoria elevada (4-5 estrelas) costumam ter várias comodidades para os hóspedes: piscina (abertas ou cobertas), academia, sauna, bares, restaurantes e serviço de concierge.

Se você é “rato” de academia, frequentando-a todo o dia, é importante escolher uma hospedagem com essa facilidade. Se você gosta de relaxar, após bater perna durante o dia, considere ficar num hotel com piscina ou sauna. Esse tipo de comodidade é essencial também para instalações isoladas, como hotéis-fazenda, etc.

Essas comodidades são muito importantes, por exemplo, em dias de chuva, quando a visita às atrações turísticas pode ficar prejudicada. Nesses dias, você curte as comodidades do hotel e deixa para sair num outro dia, quando o sol brilhar.

O que você deve ter sempre em mente é a relação custo-benefício. Você vai pagar mais caro pelas comodidades e pelo conforto. Como falei, o importante é saber se você vai usar toda essa estrutura disponível.

7. Fotos da Acomodação

Os sites de hospedagem disponibilizam fotos dos quartos e das demais comodidades, o que não acontecia com os guias de viagem que usávamos no passado. Assim, você pode identificar o estilo do hotel (moderno, clássico, etc), o que tem em cada quarto, etc. Em geral, a gente bate o olho e gosta ou não da acomodação.

Mas, as fotos às vezes enganam. Nas avaliações, você consegue saber se as fotos representam a realidade ou não. Por isso, deve ser um dos últimos critérios de seleção. Serve mais para confirmar a escolha ou não.

8. Peculiaridades da sua viagem

Sua viagem pode ter algumas peculiaridades que influenciam na escolha da acomodação. São mais propriamente critérios de exclusão do que de escolha.

  • Horário da Recepção: antes de fazer sua reserva, fique atento se a recepção está aberta no seu horário de chegada. Nos hotéis, isso não costuma ser problema, pois, geralmente, há recepção 24h. Mas, há acomodações que não dispõem de recepção e você deve combinar um horário com o proprietário para pegar a chave. Em hostels, por sua vez, você pode ter dificuldade para fazer check-in de madrugada.
  • Estacionamento: se você estiver viajando de carro, é importante saber se a acomodação dispõe de estacionamento próprio ou não. Caso contrário, você poderá ter que deixar o carro na rua ou contratar um estacionamento. Mesmo que o hotel disponha de estacionamento próprio, pode cobrar caro por isso.
  • Pets: se você viaja com seu melhor amigo, deve verificar se a acomodação permite pets. Em alguns casos, é cobrada uma taxa adicional por animal. Também pode haver restrições de circulação com animais na propriedade.
  • Crianças: viajando com crianças, você deve ficar atento se o hotel ou pousada oferece quartos triplos ou familiares ou se pode incluir uma cama-extra no quarto duplo. Em alguns hotéis, pode ser necessário reservar outro quarto para as crianças, o que aumenta bastante o custo da hospedagem.
  • Idosos: viajar com idosos requer alguns cuidados como verificar se a acomodação possui elevador ou apenas escadas. Verifique também a possibilidade de alocar um quarto single para eles, para que possam ficar mais à vontade. Afinal, quando a gente vai ficando mais velho, vamos ficando cheios de manias.
  • Alergia: se você ou algum dos seus companheiros de viagem possuir algum tipo de alergia, é bom evitar hotéis e acomodações mais antigas ou com carpetes. Prefira quartos e hotéis com piso frio e ambientes clean. Leia os comentários dos outros hóspedes para saber se há algum tipo de mofo ou cheiro desagradável na hospedagem.
  • Trabalho: Se você pretende trabalhar durante a viagem, deve ficar atento se a qualidade do Wi-Fi é bom, se o seu quarto dispõe de uma mesa de trabalho ou se há business center. Para saber se a qualidade da internet é boa, não deixe de ler os comentários dos hóspedes.
  • Viajante Individual: Se você estiver viajando sozinho, verifique se o hotel oferece quartos individuais. Estes, quando existentes, costumam ser mais baratos que os quartos duplos.

Blogagem Coletiva

O pessoal do grupo “Viagens por Escrito” escreveu diversos posts com dicas de hospedagem. Confira a seguir:

Médica, 42, apaixonada por pessoas, sabores e novas culturas.

18 Comments

  1. Óptimo post para aqueles que têm medo de reservar hotéis sem os conhecer, com dicas incriveis para não passar apertos na hora de escolher um bom hotel.

      • Cesar Machado Reply

        Parabéns!!! Luciana, realmente são bem claras suas orientações e dicas.
        Trabalhei por 25 anos em hotelaria e você descreveu muito bem cada situação que poderia ocorrer .
        Abraço forte!

        • Luciana Mardegan Reply

          Obrigada Cesar! Se tiver alguma outra dica, por favor, nos mande… afinal, saber a visão de quem trabalha com isso é muito enriquecedor também! Abraços, Luciana

  2. Barbara Cortat Reply

    Eu prezo muito a avaliação dos hóspedes, muito mais que a nota. Mas também não levo à risca, pois tem gente que dá nota baixa para uma hospedagem por motivos que o local não têm nenhuma responsabilidade, por exemplo, gente que reclama de borrachudos em Ilhabela!!

    • Luciana Mardegan Reply

      Hahahaha!Concordo com você. Uma vez li uma reclamação sobre a qualidade do chocolate que deixam à noite no quarto! Até de cortesia o pessoal reclama!

  3. Ótimas dicas, principalmente para quem não está acostumado a escolher a hospedagem por conta própria . Abraços 🤗

  4. Uau, achei fundamentais essas dicas de como escolher um hotel. Já guardei todas. Obrigada por compartilhar

  5. Arrasou no post, Luciana. Às vezes, as linhas entre uma acomodação e outra não são muito claras! A gente, por aqui, sempre prefere hotel por conta das comodidades. Mas já ficamos muito em hostel também, hahaha. Enfim, é ver o que faz sentido para a gente em cada viagem, né?

    • Luciana Mardegan Reply

      Oi Jeanine, verdade!O mais importante é escolher a acomodação de acordo com o seu estilo de viagem!

  6. Adorei as dicas sobre como escolher um bom hotel, é sempre ficar muito atento a esses detalhes. Abraços!

  7. Ótimos pontos a serem lembrados na hora de escolher um bom hotel. É sempre bom ficar de olho pra não entrar em furada! Obrigado por compartilhar.

    • Luciana Mardegan Reply

      Obrigada!!! Se precisar de alguma outra dica, estamos por aqui!

Escreva seu Comentário

Pin It